logo_anba_pt logo_camera_pt

Cresce participação feminina no mercado de trabalho saudita

24/03/2017 às 13:23h

São Paulo – Em setembro de 2016, havia 496,8 mil mulheres trabalhando para empresas privadas na Arábia Saudita. O número é 144,6% superior ao registrado no final de 2012, quando 203.088 mulheres estavam empregadas pelo setor. Os dados são da Organização Geral de Seguridade Social saudita (Gosi, na sigla em inglês) e foram divulgados pelo site do jornal Arab News.

Em termos percentuais, a parcela feminina da força de trabalho no setor privado aumentou de 12% em 2012 para 30% ao final de 2016. Até 2020, o governo do país árabe pretende elevar a taxa de participação das mulheres no mercado de trabalho nacional, incluindo os setores público e privado, dos atuais 23% para 28%.

Tradução de Gabriel Pomerancblum

DP World avalia negócios no Canal do Panamá

23/03/2017 às 19:49h

Cidade do Panamá – A DP World, operadora portuária de Dubai, avalia oportunidades de negócios relacionadas à expansão do Canal do Panamá. O CEO da companhia que tem várias operações nas Américas, inclusive no Brasil, Sultan Ahmed Bin Sulayem, se reuniu esta semana com o presidente panamenho, Juan Carlos Varela, para discutir projetos de parques logísticos e industriais. A expansão do Canal do Panamá é resultado de mais de uma década de construção e de US$ 5,25 bilhões em investimentos, e tem potencial para dobrar a capacidade de cargas do canal. As informações são da Emirates News Agency (WAM).

Jordanianos expatriados mandam mais dinheiro para casa

22/03/2017 às 18:40h

Amã – Jordanianos que vivem no exterior enviaram US$ 560,1 milhões para casa no primeiro bimestre, um aumento de 3,9% sobre o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (22) pelo Banco Central do país. Em fevereiro isoladamente as remessas de expatriados somaram US$ 263 milhões, um crescimento de 3,5% em relação ao mesmo mês de 2016. As informações são da agência de notícias Petra, da Jordânia.

Marrocos espera crescer 4,3% este ano

21/03/2017 às 17:27h

Rabat – O Banco Al-Maghrib, banco central do Marrocos, estima que o país irá crescer 4,3% este ano e 3,8% no próximo, segundo dados divulgados pela instituição nesta terça-feira (21). De acordo com informações da agência de notícias Maghreb Arabe Presse (MAP), o desempenho esperado para 2017 deve ser sustentado por uma retomada da produção de cereais e por um avanço de 11,5% no valor da produção agrícola.