logo_anba_pt logo_camera_pt
17/11/2015 - 07:00hs
Compartilhe:

Um café especial para o mundo

Empreendedora do Espírito Santo desenvolve receita de café que faz sucesso no Brasil. Meta, a partir do ano que vem, é vender o Café Caramello em outros países.



São Paulo - Foi quase por acaso que a empresária Cristina Tongo, de Vitória, no Espírito Santo, criou uma receita de café que acabou fazendo sucesso na sua cidade, no estado, ganhou outros municípios do Brasil e a partir do segundo trimestre do ano que vem embarca para o seu primeiro destino no exterior: Miami.

Cristina era dona de uma empresa que organizava festas e eventos em Vitória. Certa vez, ao fim de um evento para mulheres, pediu que uma das participantes apresentasse uma receita para que as outras fizessem em casa. Era uma bebida parecida com cappuccino.

“Fiz, mas não deu certo. Ficou doce, fora do ponto. Sempre gostei de café e quis tentar melhorar aquela bebida. Coei, então, um café bem forte e bom, muito cremoso”, recorda a empresária sobre a receita que leva café, água, açúcar e canela e é servida, geralmente, com leite quente. “Dá para beber puro, mas é muito forte. O ideal é beber com leite”, afirma.

Divulgação

A bebida é submetida a testes antes de ser exportada

Durante seis meses, em 2012, ela passou a distribuir o produto e a fórmula nos seus eventos. As pessoas recomendavam que ela vendesse, ideia que não aceitava. “Mas no fim daquele ano, meu marido perdeu um grande contrato na empresa deles e nós precisávamos de dinheiro. Decidi vender. Foram 105 potes em 20 dias. Depois, passei a vender nos eventos. Vi que tinha algo legal nas mãos”. Nascia, assim, a Café Caramello.

Na metade de 2013, a empresária começou a se profissionalizar. Fez cursos oferecidos pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e estudou o negócio de franquias ao mesmo tempo que a companhia se expandia. A primeira fábrica já não comportava a demanda. No começo deste mês, ela alugou um novo galpão, no município de Serra, vizinho à Vitória.

Além de atender a demanda das 28 franquias espalhadas por São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Goiás e Paraíba, a ampliação do negócio irá atender a produção para as 50 franquias que a empresa deverá ter em dezembro de 2016 e ao projeto internacional. Este surgiu porque em janeiro, verão no Brasil, as vendas do produto caem. “Como é inverno nos países em que pretendo exportar, é uma forma de manter as vendas em alta lá fora quando caem aqui”, disse. Ela vende o produto em três recipientes: de 300 ml, 800 ml e 3,5 litros e em sabores de rum, menta e paçoca, entre outros.

A empresária está internacionalizando a empresa, traduzindo rótulos e submetendo o produto a testes de laboratório. A expectativa, diz, é embarcar a primeira remessa de Café Caramello no segundo trimestre do ano que vem para Miami. Texas, uma franquia na Alemanha, outra na China, além de Itália e França estão nos planos da companhia. Cristina afirmou que deseja exportar para os países árabes, mas vai procurar mais informações sobre aquele mercado.

Serviço:
Café Caramello
Site: www.cafecaramello.com.br

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form