logo_anba_pt logo_camera_pt
02/03/2016 - 16:59hs
Compartilhe:

Liga Árabe chama empresas sul-americanas para fórum

Entidade convidou 100 companhias da região para participar da Conferência de Transporte e Logística América do Sul-Países Árabes, que vai ocorrer em abril, no Cairo. O objetivo é fomentar a criação de joint-ventures.



São Paulo – Representantes da Câmara de Comércio Árabe Brasileira e da Liga dos Estados Árabes se reuniram nesta quarta-feira (02), no Cairo, para tratar da organização da Conferência de Transporte e Logística América do Sul-Países Árabes, que será realizada nos dias 13 e 14 de abril na capital egípcia. Conforme a ANBA noticiou na última segunda-feira (29/02), o objetivo do evento é discutir a criação de duas joint-ventures entre árabes e sul-americanos para atuar nas áreas de logística e transporte marítimo.

De acordo com o diretor-geral da Câmara Árabe, Michel Alaby, e o gerente de Relações Governamentais da entidade, Tamer Mansour, que participaram da reunião no Cairo, a Liga Árabe enviou convites para 100 empresas sul-americanas de transporte e logística.

A diretora do departamento de Transportes e Turismo do Setor Econômico da Liga, Dina Dhaher, pediu que a Câmara monitore as respostas das empresas aos convites e destacou que considera a entidade como parceira estratégica na América do Sul.

Segundo Alaby e Mansour, durante a reunião foi discutido o formato do evento. A ideia é dedicar o primeiro dia a palestras, debates e reuniões entre empresários e representantes de governos das duas regiões. Para o segundo dia, os executivos da Câmara Árabe sugeriram uma visita a um porto egípcio.

Alaby e Mansour propuseram também a criação de um comitê para estudar a viabilidade da criação das joint-ventures, e uma segunda conferência sobre o tema pode ser organizada em São Paulo no ano que vem.

A proposta de criação de joint-ventures de transporte e logística entre empresas das duas regiões surgiu no Fórum Empresarial realizado por ocasião da 4ª Cúpula América do Sul-Países Árabes (Aspa), que ocorreu em Riad, na Arábia Saudita, em novembro do ano passado.

De acordo com Dhaher, o comércio birregional cresceu muito nos últimos anos, assim como a demanda por uma linha marítima direta, que ainda não existe.

Certificação

Ainda no Cairo, Alaby e Mansour se reuniram com representantes do Ministério da Indústria e Comércio do Egito para tratar da integração de sistemas de certificação. A Câmara Árabe implanta atualmente um sistema online de certificação de origem de produtos brasileiros exportados para países árabes.

Eles trataram também de novas regras adotadas pelo governo egípcio para importação de determinadas mercadorias. Estas informações serão repassadas posteriormente pela Câmara Árabe às empresas brasileiras que vendem tais mercadorias à nação árabe.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form