logo_anba_pt logo_camera_pt
16/05/2016 - 13:08hs
Compartilhe:

Tapioca tipo exportação

A Casa Maní vende massa de tapioca, um alimento típico do Brasil, para sete países e quer ampliar este mercado. Objetivo da empresa é enviar até 30% de sua produção ao exterior.



São Paulo – Produtos típicos do Brasil costumam ser uma boa aposta de exportação e, para a Casa Maní, pequena empresa do interior de São Paulo, não foi diferente. Com apenas um ano de existência, a indústria exporta massa de tapioca, um alimento tradicional do Nordeste, para sete países e quer ampliar ainda mais esse mercado.

Divulgação

Fadel quer levar massa de tapioca aos mercados árabes

“Exportamos para Japão, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Espanha, Austrália e Nova Zelândia. Também estamos negociando com a Coreia do Sul”, conta Antonio Fadel, diretor geral da Casa Maní. As vendas externas da empresa começaram junto ao lançamento da marca no mercado interno, durante a feira da Associação Paulista de Supermercados (Apas), em 2015.

“Conhecemos os importadores na Apas. O primeiro país a fechar negócio foi o Japão”, explica Fadel. A Casa Maní tem a massa de tapioca como seu principal produto. “Temos uma linha embalada a vácuo com 12 meses de validade e sem conservantes. Também temos uma linha tradicional com conservantes e seis meses de validade”, destaca o empresário.

Segundo Fadel, a Casa Maní trabalha ainda no desenvolvimento de um conservante natural para eliminar o uso de conservantes químicos. Outro produto da marca é a barrinha de tapioca. Semelhante às tradicionais barrinhas de cereais, a barrinha de tapioca tem a massa de mandioca como base. “É um produto único no mercado”, destaca o empresário. O produto foi lançado na Apas desse ano e, segundo Fadel, “está sendo um sucesso”.

O empresário conta que as exportações da empresa são feitas com a massa da tapioca embalada a vácuo, devido a sua maior durabilidade. “Em geral, 30% da validade do produto se perde em burocracia e tempo de transporte”, aponta.

As vendas externas da Casa Maní são feitas a distribuidores e supermercados. Fadel explica que, geralmente, as importações vão para abastecer a população brasileira daqueles países. No entanto, o empresário espera poder popularizar o consumo da tapioca internacionalmente.

“Temos que divulgar o produto, a marca lá fora. Exportar te dá visibilidade”, afirma Fadel. Ele conta que, depois da Apas, a internet foi um importante canal para as vendas internacionais. Além do site em português, a Casa Maní tem páginas em inglês e espanhol. A empresa também tem rótulos em inglês, criados especialmente para o mercado dos Estados Unidos.

A produção atual da Casa Maní é de 18 toneladas de massa de tapioca por dia, mas a capacidade da empresa é de 50 toneladas diárias. “Hoje, 12% da produção vai para a exportação, mas o objetivo é ficar entre 25% e 30%”, afirma Fadel.

O principal mercado da indústria são os Estados Unidos, mas a Casa Maní atua para levar sua massa de tapioca a outros cantos do mundo. A empresa já participou de uma feira em Cuba, um workshop de agricultura na Costa Rica, um congresso sobre mandioca na China e, esta semana, integra uma missão comercial à Colômbia e ao Panamá.

O mercado árabe também faz parte dos planos da Casa Maní. “Temos interesse em participar da Gulfood. Participar de feira dá visibilidade ao produto”, disse Fadel, sobre a principal feira de alimentos do Oriente Médio, que acontece anualmente em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

“O mercado árabe é interessantíssimo, pois tem muito dinheiro. Enxergo a oportunidade de colocar o nosso produto na culinária árabe”, destaca Fadel. A empresa também está providenciando a certificação halal, que atesta que um produto está de acordo com a lei muçulmana.

A expectativa de Fadel para este ano é de um faturamento de R$ 20 milhões. O empresário, no entanto, espera logo poder chegar à capacidade máxima de produção de sua fábrica, o que deve lhe gerar uma receita de R$ 70 milhões.

Segundo Fadel, sua família é italiana, mas tem origem síria. A Casa Maní tem 40 funcionários e está localizada na cidade paulista de Tarabai.

Serviço
Casa Maní
Site: www.casamani.com.br
Tel.: +55 18 3289-1168
E-mail: antonio.fadel@casamani.com.br

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form