logo_anba_pt logo_camera_pt
11/08/2016 - 13:33hs
Compartilhe:

Pamonhas do Brasil para a Europa

A Pamonha Gourmet exporta o produto congelado para seis países europeus. Embarques ao exterior representam 30% das vendas da empresa, que também negocia para entrar no Oriente Médio.



São Paulo – Produto tradicional nas mesas de muitos brasileiros, a pamonha vem ganhando o mundo com as exportações feitas pela empresa Pamonha Gourmet, com sede em Jambeiro, no interior de São Paulo. Desde fevereiro deste ano, a indústria começou a embarcar o alimento congelado para a Europa.

Divulgação

Empresa produz 20 mil pamonhas por mês

Hoje, as pamonhas paulistas estão em mercados da Inglaterra, Espanha, Portugal, França, Irlanda e Bélgica. “Vendemos para um distribuidor de Londres que abastece mercados étnicos voltados para brasileiros lá fora. Os estrangeiros também comem, mas a maioria [dos consumidores] são brasileiros”, conta Humberto Azenha, sócio e fundador da empresa.

Azenha fundou a Pamonha Gourmet em agosto de 2015, depois de ter passado oito anos trabalhando no setor de exportação de uma companhia de polpas e frutas. No início, a empresa passou por fases de ajuste de produto, de receita e na produção, até que as vendas começaram em janeiro deste ano.

Foi preciso apenas um mês para que os contatos que o empresário fez ao longo da carreira lhe rendessem uma parceria na capital da Inglaterra. “Temos essa parceria em Londres e através dele conseguimos chegar aos outros países”, diz.

A Inglaterra é o maior mercado externo da empresa, que produz 20 mil pamonhas por mês. Com apenas sete funcionários, a companhia consegue fabricar 150 pamonhas por hora. Do total produzido, 30% vai para fora do Brasil. O mercado inglês fica com cerca de 25% destas vendas internacionais.

Na linha de produção da Pamonha Gourmet estão a pamonha doce, a salgada e a light. Segundo Azenha, a pamonha doce é a que faz mais sucesso no mercado externo. Cada pacote é vendido com duas pamonhas congeladas e tem validade de um ano. Para o exterior, os pacotes são vendidos por US$ 3.

Países Árabes

O Oriente Médio também está entre os mercados de interesse da empresa paulista. Azenha conta que está procurando um parceiro na região para fazer a distribuição dos produtos. “Temos contatos com empresas que importam, mas nada foi fechado ainda”, diz.

Ele diz que conseguiu estes contatos na feira Gulfood, em um ano que participou como visitante do evento. A Gulfood é maior feira de alimentos e bebidas do Oriente Médio e é realizada anualmente em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos.

Segundo o empresário, ele está negociando com importadores de Dubai. Além dos Emirados, ele diz que também tem como objetivo o mercado da Arábia Saudita. Nestes países, o interesse de Azenha não é focar apenas na comunidade brasileira, mas fazer com que os árabes passem a consumir suas pamonhas. Assim, Azenha quer colocar as iguarias em supermercados, hotéis, cafeterias e nos restaurantes daqueles países.

“Penso que o produto se encaixa no dia a dia deles. É uma opção de sobremesa saudável, 100% natural, sem conservantes, acredito que atinja os estrangeiros. O grande negócio [da exportação] é quando o público estrangeiro começa a consumir o produto”, destaca. Quando começar a vender ao árabes, o empresário pensa em buscar o auxílio da Câmara de Comércio Árabe Brasileira. "Vou usar os serviços da Câmara Árabe para traduzir as embalagens", afirma. A Pamonha Gourmet está ainda em processo de negociação com o Canadá e com os Estados Unidos.

De acordo com Azenha, a empresa tem como meta dobrar sua produção até agosto de 2017. Com isso, ele espera ainda aumentar sua porcentagem de pamonhas exportadas. “O ideal seria trabalhar com 50% no mercado interno e 50% para exportação”, conclui.

Contato
Pamonha Gourmet
Site: www.pamonhagourmet.com
Tel.: +55 12 3042-0272
E-mail: adm@pamonhagourmet.com

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form