logo_anba_pt logo_camera_pt
13/02/2017 - 19:00hs
Compartilhe:

Semana de superávit no comércio exterior

Balança comercial brasileira registrou saldo positivo de quase US$ 1 bilhão na segunda semana de fevereiro. O bom desempenho ocorreu também nos primeiros dias do mês.



São Paulo – O comércio exterior brasileiro registrou superávit de US$ 956 milhões na última semana, segundo números divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) nesta segunda-feira (13). Na primeira semana do mês, a balança comercial também registrou saldo positivo.

Nos cinco dias úteis da semana passada, o Brasil faturou US$ 3,84 bilhões com exportações e gastou US$ 2,89 bilhões com importações. Se somadas as duas semanas do mês, as vendas já alcançam US$ 6,1 bilhões e as compras internacionais US$ 4,9 bilhões, com um saldo positivo de US$ 1,1 bilhão.

No ano (janeiro e as duas semanas de fevereiro), a balança comercial brasileira acumula um superávit de US$ 3,8 bilhões. O Brasil gerou receita de US$ 21 bilhões com exportações e gastou US$ 17,1 bilhões em importações no período.

A média diária de exportações da semana passada foi de US$ 769,4 milhões. Houve crescimento de 2% sobre a primeira semana de fevereiro. Pesaram nesta conta positiva o aumento das vendas de produtos básicos, em 6,4%. Entre os itens da categoria cujas vendas cresceram estiveram soja em grão, petróleo em bruto, farelo de soja, trigo e café em grão.

Mas caíram as exportações de produtos semimanufaturados, em 4,4%, e de manufaturados, em 2,6%. Entre os primeiros recuaram embarques de produtos como semimanufaturados de ferro e aço, celulose, ouro em formas semimanufaturadas, couros e peles, ferro fundido bruto e ferro spiegel.

No caso dos manufaturados, ocorreram vendas menores de torneiras e válvulas, óxidos e hidróxidos de alumínio, produtos laminados planos de ferro e aço, hidrocarbonetos e seus derivados halogenados e etanol.

A média diária de importações da semana passada caiu, em 15,5% sobre a registrada na primeira semana de fevereiro. O valor foi de US$ 578,2 milhões. Recuaram gastos com combustíveis e lubrificantes, equipamentos eletroeletrônicos, químicos orgânicos e inorgânicos e veículos e partes.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form