logo_anba_pt logo_camera_pt
26/02/2017 - 15:20hs
Compartilhe:

Gulfood estreia com movimento nos estandes brasileiros

Feira do setor de alimentos de Dubai começou com corredores cheios e bastante procura por produtos do Brasil. País está presente na mostra com mais de 90 empresas. Câmara Árabe participa.



Isaura Daniel/ANBA

Executivos da Frigotil (dir.) e cliente: hora de vender

Dubai - Corredores lotados e compradores querendo informações sobre produtos. Esse foi o cenário no primeiro dia da Gulfood, feira do setor de alimentos que começou neste domingo (26) em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O Brasil participa da mostra com mais de 90 empresas e os estandes estiveram bem movimentados na estreia.

Em cerca de cinco horas de feira, o frigorífico Frigotil já tinha recebido dez importadores em seu espaço. Pela primeira vez na Gulfood e também em uma feira no exterior, a empresa do Maranhão abate 700 cabeças de bovinos por dia e está começando a exportar. As vendas diretas para outros países começaram em novembro, por Hong Kong, mas a Frigotil está na Gulfood para vender também aos árabes. Na mostra de Dubai, a empresa consegue atingir todo o Oriente Médio e por isso decidiu participar, segundo o gerente de Exportações, Sérgio Meirelles.

Isaura Daniel/ANBA

Aguiar (esq.) e equipe da Coperaguas: boa procura

O objetivo é exportar para Jordânia, Emirados e Argélia. A empresa quer começar aos poucos, enviando inicialmente entre dois e oito contêineres, principalmente em cortes dianteiros e alguns cortes traseiros, como patinho e lagarto. Uma possibilidade é comercializar para segmentos diferenciados, atendendo pedidos de produtos com apresentação especial, cortes diferentes ou algum item premium. Meirelles vê um bom mercado neste nicho.

Falar com os representantes da cooperativa Coperaguas também era algo bastante disputado neste domingo na Gulfood. A Coperaguas exporta feijão caupi e milho de pipoca para mercados árabes como Egito, Arábia Saudita, Emirados, Marrocos, Argélia, Jordânia, Líbano, Síria, Iraque, Tunísia e Djibuti. Nas primeiras horas de feira, a cooperativa tinha recebido muitos visitantes da Índia e do Paquistão. “Estão querendo comprar, o mercado está mais receptivo”, disse à ANBA o gerente de Qualidade da Coperaguas, Paulo Ribeiro de Aguiar.

Isaura Daniel/ANBA

Estande da Target: felizes com movimento

Outra empresa brasileira que participa da mostra e estava bem satisfeita com o movimento em seu estande neste domingo era a Target Trading. A diretora da empresa, Fabiana Garcia Venturi, acredita que acertou nos produtos levados para a mostra: pão de queijo congelado e sobremesas, como petit gateau e cheesecake, também congelados. “O mundo todo conhece petit gateau e muitos estrangeiros vivem aqui”, afirmou ela sobre Dubai. O objetivo é vender para hotéis, restaurantes e supermercados. “Estamos confiantes, o interesse já está bem grande”, falou Venturi.  

A Gulfood foi aberta pelo xeque Hamdan Bin Rashid Al Maktoum, vice-governador de Dubai e ministro das Finanças dos Emirados. A mostra está em sua 22ª edição e ocorre no Dubai World Trade Center. A Gulfood espera receber 90 mil visitantes de 150 países até a quinta-feira (02). São cerca de cinco mil expositores de 120 países presentes. A feira está dividida por segmentos como bebidas, laticínios, produtos saudáveis, carne e frangos, entre outros.

As empresas brasileiras participam da Gulfood em espaços organizados pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), em parceria com entidades setoriais, e pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form