logo_anba_pt logo_camera_pt
13/03/2017 - 14:21hs
Compartilhe:

Crianças viveram pior ano na Síria em 2016

Relatório da Unicef mostra que no ano passado as violações contra os pequenos atingiram o seu mais alto nível na Síria desde 2014. Pelo menos 652 crianças foram mortas.



São Paulo - As violações contra as crianças na Síria atingiram no ano passado o seu mais alto nível, de acordo com uma avaliação sobre o impacto do conflito sobre os menores feita pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e divulgada nesta segunda-feira (13).

Em 2016 pelo menos 652 crianças foram mortas, um aumento de 20% sobre os números de 2015. Foi o pior ano para as crianças da Síria desde o início da verificação formal da perda de crianças, em 2014, de acordo com a Unicef. Em 2016 também mais de 850 crianças foram recrutadas para lutar no conflito, mais que o dobro do ano anterior.

"A profundidade do sofrimento é sem precedentes. Milhões de crianças na Síria são atacadas diariamente, sua vida virada de cabeça para baixo", disse Geert Cappelaere, diretor regional do Unicef para o Oriente Médio e o Norte da África, falando de Homs, na Síria.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form