logo_anba_pt logo_camera_pt
17/03/2017 - 16:05hs
Compartilhe:

Sírios expõem em feira étnica de São Paulo

Cinco refugiados da Síria estão entre os expositores de mostra que ocorre até este domingo no Shopping Center 3. Eles vendem perfumes, bolsas, camisetas, objetos de decoração, entre outros.



Isaura Daniel/ANBA

Feira começou nesta sexta-feira (17)

São Paulo – Sírios que vivem no Brasil na condição de refugiados estão entre os expositores na Feira Étnica que começou nesta sexta-feira (17) no Shopping Center 3, na capital paulista. Na mostra são comercializados desde perfumes, narguilés, quadros e luminárias até bolsas, bonecas, turbantes e outros acessórios. Quem os vende são refugiados do Haiti, Senegal, Togo, Guiana Inglesa, Nigéria e Síria. Deste último país, são cinco feirantes.

A síria Rasha Al Mubayed é uma das expositoras. Na Feira Étnica, Rasha está comercializando porta-copos, mandalas e luminárias para lâmpadas e velas, em madeira, produzidas por seu marido. Para a reportagem da ANBA, a síria contou que esse trabalho garante o sustento da família. O casal tem duas meninas e Rasha está grávida de mais uma. A síria gosta do Brasil e entre os motivos citados é que as crianças têm escola e que não há bombas.

Isaura Daniel/ANBA

Rasha comercializa objetos de decoração

Rasha vende as peças fabricadas pela família em feiras promovidas pela organização não governamental Adus – Instituto de Reintegração do Refugiado. O Adus é parceiro do Shopping Center 3 na realização da Feira Étnica. No shopping, a mostra acontece no Lounge Center 3, no Piso Cinelândia, ao lado do cinema, e estará aberta ao público até domingo (19).

Outra expositora síria que está na feira é Noura Alkalas. Contadora, Noura tinha acabado de se formar e começava a trabalhar quando a guerra impossibilitou sua vida no país. Ela ficou por um ano na Jordânia e depois viajou para o Brasil com o marido. No Shopping Center 3, a síria comercializa camisetas. Ela também faz comida, por encomenda, para eventos como aniversários, festas de casamento ou comemorações menores.

Noura afirma que gosta de viver no Brasil, que os brasileiros são “gente boa” e que a tratam de igual para igual. Até mesmo o uso do hijab, o véu islâmico sobre os cabelos, é bem aceito, o que nem sempre ocorre em outros países, de acordo com a contadora síria. Noura é muçulmana e não tem filhos. Ela está no Brasil há cerca de três anos.

Isaura Daniel/ANBA

Noura: camisetas para o sustento

Entre os demais sírios presentes na feira do Shopping Center 3 está Anas Obeid, jornalista que fez do comércio o seu sustento no Brasil. Obeid vende perfumes personalizados, narguilés e outros objetos. A síria Fitoon Assi comercializa bolsas, tecidos e acessórios, e Nema Khaled vende seus quadros, com paisagens da terra natal, e presta serviços de caligrafia árabe. Fitoon trabalhava na Síria num laboratório de análises clínicas e Nema como artista plástica.

Ainda é possível comprar na feira quadros do artista plástico Dady Simon, do Haiti, roupas e lenços africanos com a senegalesa Fatima Diouf, tecidos e artesanato de Komlan Mondjro, do Togo, bonecas e acessórios de tecido de Renee Ross Londja, da Guiana Inglesa, e turbantes africanos com a nigeriana Temitope Kmolafe. A brasileira Kety Shapazian comercializa flores na feira, iniciativa que garante a realização do trabalho da sua filha, Gabriela Shapazian, junto a campos de refugiados.

Isaura Daniel/ANBA

Obeid vende perfumes personalizados

A Feira Étnica faz parte de um evento maior promovido pelo Adus com o Shopping Center 3, chamado “Refugiados, um lar chamado São Paulo”, e que vai até o mês de maio. Até o dia 21 daquele mês, aos domingos, às 15 horas, haverá no shopping shows de música e dança de refugiados. Neste domingo (19), se apresenta a banda senegalesa Senegal Sunugal.

A escultura AmoSP, que fica em frente ao shopping, teve intervenção do artista plástico Blagojco Dimitrov, da Macedônia. Ele está no Brasil há 23 anos, construiu uma carreira sólida no mundo das artes e é sócio de uma galeria.

Nas paredes do shopping podem ser vistas fotos em preto e branco de refugiados de vários países, com informações sobre a situação das pessoas que vivem nesta condição no Brasil. As imagens são do fotógrafo Felipe Grespan e os clicados são imigrantes assistidos por programas do Adus.

Serviço:

Feira Étnica
De 17 a 19 de março de 2017
Shopping Center 3
Avenida Paulista, 2.064 – Cerqueira César – SP
Mais informações: www.shoppingcenter3.com.br
Telefone: +55 (11) 3285-2458

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form