logo_anba_pt logo_camera_pt
18/03/2017 - 07:00hs
Compartilhe:

Tunísia terá US$ 100 milhões para manejo ambiental

Recursos são do Banco Mundial e vão financiar projetos florestais, em zonas de pastagens naturais e em áreas agrícolas nas regiões Noroeste e Centro-Oeste do país.



São Paulo – O Banco Mundial anunciou o desembolso de US$ 100 milhões em apoio a iniciativas ambientais e de desenvolvimento na Tunísia, segundo informações publicadas nesta sexta-feira (17) pela Emirates News Agency (WAM), de Abu Dhabi. O objetivo é melhorar o manejo de florestas, pastagens naturais e áreas agrícolas, gerar empregos e aumentar a renda nas regiões Noroeste e Centro-Oeste do país.

De acordo com a instituição, estas duas regiões concentram quase metade dos segmentos mais pobres da população. O Bird avalia que o manejo integrado de florestas e pastagens tem potencial para aumentar o valor da produção local dos atuais US$ 16 milhões para US$ 75 milhões e gerar 25 mil empregos.

O projeto irá apoiar a produção de dados, a elaboração de leis, o aperfeiçoamento técnico e a capacitação de pessoal no gerenciamento destes recursos, além da introdução de um modelo de agricultura apropriado no contexto do combate às mudanças climáticas, do fomento ao crescimento por meio de alianças produtivas e do desenvolvimento de cadeias de valor.

“O manejo integrado e sustentável de áreas tem um papel importante na melhoria das condições de vida de populações rurais que foram deixadas para trás”, disse a gerente do Bird para a Tunísia, Eileen Murray, segundo comunicado do banco. “Isso irá beneficiar principalmente as mulheres, que representam mais da metade da mão de obra rural, e até 80% nas regiões Noroeste e Centro-Oeste”, acrescentou.

O projeto será colocado em prática pelo Ministério da Agricultura, Recursos Hídricos e Pesca sob orientação de um comitê interministerial e por conselhos regionais em cada província. Conselhos de desenvolvimento locais serão responsáveis pelo processo de identificação dos subprojetos que serão financiados. A ideia é que estes conselhos locais sejam amplamente representativos da população, incluindo mulheres e jovens na tomada de decisões.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form