logo_anba_pt logo_camera_pt
03/04/2017 - 18:33hs
Compartilhe:

Exportação de têxteis aos árabes somou US$ 3 milhões

Vendas de produtos têxteis e de confecção brasileiros para região cresceram 87,5% no primeiro bimestre sobre os mesmos meses de 2016. Embarques de cordas foram os responsáveis.



São Paulo – As exportações brasileiras de produtos têxteis e confeccionados aos países árabes somaram US$ 3 milhões no primeiro bimestre deste ano, de acordo com números da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (Abit). No mesmo período do ano passado, as compras da região foram de US$ 1,6 bilhão. O crescimento alcançou 87,5%.

Quase que a totalidade desse aumento, no entanto, se deve a embarques de cordas de tecido sintético e de sisal para uso em navios e plataformas. O levantamento de exportações da Abit inclui vários produtos da cadeia, desde matérias-primas como fibras, fios, filamentos até tecidos técnicos e não tecidos (para uso em setores como construção civil) e as roupas.

De acordo com Lilian Kaddissi, gerente executiva do programa Texbrasil, também houve aumento nas exportações de moda praia, fibras têxteis e moda íntima nos dois primeiros meses do ano, mas foi pouco representativo diante do total. As cordas significaram cerca de US$ 1 milhão no aumento. Ela lembra que o período avaliado - janeiro e fevereiro - é muito pequeno.

O Texbrasil é uma iniciativa levada adiante pela Abit e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para promover as exportações brasileiras da indústria têxtil e de confecção brasileira. Kaddissi informa que as exportações das empresas integrantes deste programa aos países árabes cresceram 40% no ano passado, de US$ 2,9 milhões em 2015 para US$ 4,1 milhões em 2016.

De acordo com a gerente executiva, os países árabes são importantes para as empresas brasileiras, principalmente para os segmentos de moda festa, infantil e praia. Os importadores árabes costumam estar presentes em feiras da Europa das quais o Texbrasil participa e também têm sido trazidos para iniciativas de promoção dos produtos do segmento no Brasil.

Nos dados gerais da Abit sobre exportações, os Emirados Árabes Unidos constam como o país árabe que mais comprou do setor têxtil e de confecções brasileiro no primeiro bimestre deste ano, seguidos pela Argélia, Egito, Marrocos e Líbano.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form