logo_anba_pt logo_camera_pt
13/04/2017 - 07:00hs
Compartilhe:

Brasil exportou 1,4 milhão de calçados aos árabes

Indústria brasileira embarcou menos sapatos à região no primeiro trimestre deste ano do que no início de 2016. No entanto, Bahrein, Síria, Mauritânia, Omã, Argélia, Catar e Tunísia aumentaram compras.



São Paulo - A indústria brasileira de calçados exportou 1,45 milhão de pares de calçados aos países árabes no primeiro trimestre deste ano. De acordo com informações da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), os Emirados Árabes Unidos foram o único país árabe a integrar a lista dos 20 maiores compradores do sapato brasileiro no exterior no período, com 490,6 mil pares adquiridos. O volume é um terço de tudo o que o Brasil vendeu à região.

Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic) mostram que as exportações de calçados brasileiros ao mercado árabe recuaram 13,4% de janeiro a março sobre os mesmos meses de 2016 em quantidade. No primeiro trimestre do ano passado, o Brasil vendeu aos países da região 1,68 milhão de pares de calçados.

Em receita, a exportação do setor aos árabes ficou em US$ 11,9 milhões no primeiro trimestre, com queda de 21,4% sobre iguais meses de 2016, quando gerou US$ 15,1 milhões. Além dos Emirados, os árabes que compraram o produto no período foram Arábia Saudita, Kuwait, Bahrein, Líbano, Líbia, Marrocos, Síria, Mauritânia, Omã, Argélia, Egito, Catar, Tunísia, Jordânia e Iraque.

As vendas de sapatos brasileiros aos Emirados recuaram 13,6% de janeiro a março sobre o mesmo período do ano passado em volume, segundo a Abicalçados. Em receita, as exportações geraram US$ 3,9 milhões e houve queda sobre o primeiro trimestre de 2016, de 19,5%. Foi registrada diminuição no valor do par vendido ao país, de US$ 8,63 para U$ 8,04.

De acordo com dados do Mdic, o segundo país árabe que mais comprou calçados do Brasil de janeiro a março, a Arábia Saudita, importou 393,2 mil pares, o que também significou uma queda em relação aos três primeiros meses de 2016, quando o país havia comprado 607 mil pares. O Kuwait adquiriu 147,8 mil pares no primeiro trimestre deste ano contra 153,2 mil pares nos três meses iniciais do ano passado. Também houve queda neste caso.

Entre os demais países árabes, o Bahrein comprou 47,6 mil pares, o Líbano 56,1 mil pares, a Líbia 61,9 mil, o Marrocos 72,2 mil pares, a Síria 34,6 mil pares, a Mauritânia 47,5 mil pares, Omã 15,5 mil pares, a Argélia 28,6 mil, o Egito, 36,7 mil, o Catar 8,1 mil, a Tunísia 9,2 mil, a Jordânia 2,6 mil, e o Iraque 2,8 mil. Nesta lista, os países que aumentaram suas compras em volume sobre 2016 foram Bahrein, Síria, Mauritânia, Omã, Argélia, Catar e Tunísia.

No geral, as exportações brasileiras de calçados cresceram 14,2% em receita de janeiro a março, para US$ 259 milhões, e caíram 1,6% em quantidade, para 31,3 milhões de pares. Os maiores compradores foram Estados Unidos, Argentina e França, informam os dados da Abicalçados.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form