logo_anba_pt logo_camera_pt
18/04/2017 - 17:13hs
Compartilhe:

Câmara de Dubai abre escritório em São Paulo

Representação é a oitava da entidade fora dos Emirados Árabes Unidos e cobrirá toda a América Latina. Missão de empresários de Dubai visita Brasil, Paraguai e Argentina.



André Barros/ANBA

Hamad Buamim, CEO da Dubai Chamber

São Paulo – Os vinte integrantes da missão capitaneada pela Câmara de Comércio e Indústria de Dubai (Dubai Chamber) para a América Latina chegaram a São Paulo no sábado (15) com um propósito bem definido: oficializar a abertura do escritório local da entidade, o oitavo fora dos Emirados Árabes Unidos.

A unidade da capital paulista será a responsável por todos os negócios da Dubai Chamber no País e na América Latina, região vista pelos dirigentes da Câmara de Dubai como altamente promissora para os negócios. No ano passado, o comércio do emirado com os países latino-americanos, descontados os gastos com petróleo, alcançou US$ 4,7 bilhões, com o Brasil representando cerca de um terço deste valor, segundo informações da entidade.

“É uma região muito importante para nós”, disse Hamad Buamim, presidente e CEO da Dubai Chamber, nesta segunda-feira (17) em encontro promovido pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira. “Quase todos da caravana que veio de Dubai estão pela primeira vez na América Latina. Queremos entender melhor esse mercado e avaliar as oportunidades que podemos ter aqui”, explicou.

Fazem parte da missão empresários de dez companhias de Dubai, de setores como logística, agronegócio, varejo e zonas francas. Além de São Paulo, onde ficaram até esta terça-feira (18), eles visitam Paraguai e Argentina. A intenção é integrar mais a América Latina com Dubai e a região do Golfo como um todo.

Como é a primeira visita da maioria das pessoas, a missão é mais de conhecimento. Buamim disse que nenhum negócio foi fechado durante a passagem pelo Brasil, embora admita que existam conversas em passos bem avançados.

Os empresários se reuniram na manhã de segunda-feira com o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB) – que esteve em Dubai há cerca de dois meses –, almoçaram com empresários da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e à tarde estiveram com o vice-governador do estado, Márcio França (PSB). À noite, a missão participou do encontro da Câmara Árabe.

Para Rubens Hannun, presidente da Câmara Árabe, a visita dos empresários de Dubai fortalece a parceria entre as câmaras. “O escritório da Dubai Chamber em São Paulo aumenta a confiança entre os dois lados, beneficiando a nossa relação. Para os brasileiros, Dubai interessa muito, assim como os outros países árabes, mas o contato do emirado com a gente é muito estreito. Então é muito gostosa essa reafirmação da parceria. E a retribuição da visita foi bem rápida, uma vez que estivemos lá há menos de dois meses, na Gulfood”, afirmou.

Hannun esteve em Dubai em fevereiro durante a Gulfood, feira da indústria alimentícia, ocasião em que se reuniu com representantes da Dubai Chamber.

O presidente destacou também a contratação do executivo João Paulo Paixão pela Câmara de Dubai, que está deixando a Câmara Árabe Brasileira para assumir o posto. “Isso mostra uma grande integração entre os dois lados. Parabenizo a Dubai Chamber pela contratação do João Paulo e a ele pela sua nova fase na carreira”, afirmou.

Oportunidades

O CEO da Dubai Chamber destacou as oportunidades apresentadas pelo prefeito João Dória no setor imobiliário, especialmente nas privatizações que o político pretende fazer em São Paulo. “Nós podemos definitivamente promover alguns desses projetos não apenas em Dubai ou nos Emirados, mas em toda a região”, afirmou Buamim, lembrando da visita que o prefeito fez ao país no começo do ano. “Foi uma reunião excelente. Confirmamos a expectativa de que existe uma boa parceria de negócios com Dubai.”

Ao vice-governador Márcio França, o empresário árabe anunciou a abertura do escritório, a quem havia prometido a inauguração numa reunião realizada há três anos. “Conversamos também sobre as oportunidades entre os dois estados. Acreditamos que existem bons negócios em potencial na área de agricultura e alimentação, em especial em alimentos processados”, completou.

Outros setores ainda foram destacados pela Dubai Chamber, como logística, energia renovável, turismo e manufatura, com grande ênfase para os setores automotivo, químico, têxtil, aeronáutico, farmacêutico e de metais.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form