logo_anba_pt logo_camera_pt
19/04/2017 - 19:53hs
Compartilhe:

Jordânia espera crescer 3% este ano

Projeção é do governo do país, que prevê também avanço de 8% nas exportações.



São Paulo – O ministro da Indústria, Comércio e Abastecimento da Jordânia, Yarub Qudah, disse que o governo espera que economia do país cresça 3% este ano e que as exportações avancem 8%, segundo informações publicadas nesta quarta-feira (19) pela agência de notícias jordanianas Petra.

O Fundo Monetário Internacional (FMI), porém, prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) jordaniano irá crescer 2,3% em 2017 e 2,5% em 2018, ante um avanço de 2,1% em 2016, de acordo com o relatório Perspectivas da Economia Mundial, divulgado terça-feira (18).

O ministro acrescentou que a dívida pública da Jordânia está em 94,5% do PIB e que em função do déficit fiscal haverá redução dos gastos públicos. Segundo informações do FMI, o déficit público ficou em 3,6% do PIB em 2016, mas deverá cair para menos de 3% este ano.

Ele declarou que, na visão do governo, as metas de desenvolvimento do país serão atingidas em parceria com o setor privado. “Nossa filosofia hoje é a de dar a liderança ao setor privado por meio do estabelecimento e implementação de parcerias conosco”, disse Qudah, segundo a Petra.

Ainda de acordo com a agência, o ministro deu as declarações durante uma conferência em Amã denominada “Os obstáculos enfrentados pela economia jordaniana e o papel do setor privado”, organizada pela Associação de Jovens Empreendedores Jordanianos e pela alemã Fundação Friedrich Naumann para a Liberdade.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form