logo_anba_pt logo_camera_pt
08/05/2017 - 16:57hs
Compartilhe:

Exportações crescem 7% na semana

Média diária de embarques da primeira semana de maio somou US$ 895,6 milhões, de acordo com MDIC. Balança comercial teve superávit de US$ 997 milhões.



São Paulo – Na primeira semana de maio as exportações brasileiras alcançaram US$ 3,582 bilhões, uma média de US$ 895,6 milhões por cada um dos quatro dias úteis. O resultado superou em 7% a média de embarques do mesmo período do ano passado, segundo informações divulgadas pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior & Serviços (MDIC) nesta segunda-feira (08).

Como as importações registraram US$ 2,586 bilhões no período, a balança comercial brasileira fechou a primeira semana de maio com um superávit de US$ 997 milhões. No acumulado do ano, o saldo está positivo em US$ 22,367 bilhões, resultado de US$ 71,722 bilhões em exportações e de US$ 49,355 bilhões em compras externas.

O MDIC destacou o crescimento de 17,1% nos embarques de produtos básicos, especialmente minério de ferro, soja em grãos, minério de cobre, milho em grãos e carne de frango e suína. Nos produtos semimanufaturados a alta chegou a 11,9%, por conta de celulose, semimanufaturados de fero e aço, ferro-ligas, couros e peles e madeira serrada ou fendida.

Em contrapartida as vendas externas de produtos manufaturados caíram 6,8%, puxada por aviões, tubos flexíveis de ferro e aço, torneiras e válvulas, etanol, suco de laranja não congelado e gasolina.

De acordo com a pasta, pela média houve recuo de 8,9% nas exportações comparado com a primeira semana de abril, com queda de 13,7% na categoria de produtos manufaturados, de 7,5% em básicos e avanço de 3,6% nas vendas de produtos semimanufaturados.

Nas importações, comparando com igual período de 2016, a média diária da primeira semana de maio cresceu 21,9%, para US$ 646,4 milhões. O ministério afirmou que cresceram os gastos com bebidas e álcool, cereais e produtos da indústria da moagem, combustíveis e lubrificantes, siderúrgicos e equipamentos eletroeletrônicos.

Em relação a abril, as compras de produtos importados também cresceram: 8,6%, com avanço em bebidas e álcool, siderúrgicos, cereais e produtos da indústria de moagem, químicos orgânicos e inorgânicos e equipamentos mecânicos.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form