logo_anba_pt logo_camera_pt
13/07/2017 - 17:30hs
Compartilhe:

Turistas estrangeiros têm melhor impressão do Brasil

Levantamento do Ministério do Turismo aponta melhora na avaliação da infraestrutura turística oferecido pelo País.



Roberto Castro/ MTur

Praia e sol são o principal atrativo dos turistas de lazer

São Paulo – Uma pesquisa feita com turistas estrangeiros que estiveram no Brasil no ano passado, divulgada pelo Ministério do Turismo (MTur) nesta quinta-feira (13), aponta melhora na avaliação da infraestrutura oferecida pelo País. Dos 16 itens questionados, 15 tiveram aprovação superior a 70% – apenas a categoria telefonia e internet, com 69,6% de avaliações positivas, ficou abaixo desse patamar.

Ao comparar com a primeira versão deste questionário, aplicada há cinco anos, houve melhora na avaliação em 14 dos 16 itens. Pioraram as impressões sobre segurança pública e gastronomia. Como fator positivo, o ministério destaca a avaliação dos aeroportos: em 2012, 73,3% dos turistas avaliaram esse item de forma positiva, porcentual que subiu para 89,9% na pesquisa do ano passado.

“As obras de infraestrutura e as iniciativas de qualificação, adotadas principalmente para os grandes eventos, já estão dando frutos. Essa pesquisa demonstra que nossos destinos estão mais estruturados para receber os turistas. Com isso, o Brasil se torna cada vez mais competitivo no cenário global”, afirmou, em nota, o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

As melhores avaliações foram feitas nos itens hospitalidade (98%), alojamento (95,7%), gastronomia (95,4%), restaurantes (90%) e diversão noturna (91,8%). As piores, além da já citada telefonia e internet (69,6%), foram rodovias (72%), preços (77,2%), sinalização turística (80,6%) e transporte urbano (81,6%).

A avaliação final da experiência na viagem dos turistas internacionais ao Brasil superou ou atendeu plenamente as expectativas de 87,7% dos entrevistados – apenas 1,7% declararam terem ficado decepcionados com a visita. Têm intenção de retornar ao País 95% dos consultados pela pasta.

A internet é a principal fonte de consulta dos visitantes estrangeiros. Dos ouvidos pela pesquisa, 49,2% usaram a rede para fazer suas pesquisas, seguida por amigos e parentes, com 27,1%.

O apoio da internet vem crescendo entre aqueles que visitam o país: em 2012, 30,8% usavam os serviços da rede para consultar, comprar ou reservar hospedagem. No ano passado, o índice alcançou 47,7%. A internet cresceu como fonte de pesquisa também nas outras categorias avaliadas – transporte (de 35,9% para 46%), atrativos e passeios (de 16,1% para 22,3%), pacote turístico (de 6,2% para 9,2%) e locação de veículos (de 3% para 7,8%).

Para a pesquisa, o MTur entrevistou 37.632 dos pouco mais de 6,578 milhões de turistas internacionais que estiveram no Brasil em 2016. Foram 25 locais de coleta: 15 aeroportos internacionais, que respondem por 99% do fluxo estrangeiro aéreo, e 10 fronteiras terrestres, responsáveis por 90% das entradas por terra no país.

Segundo os dados levantados pela pasta, 56,8% dos turistas vieram por lazer, enquanto 18,7% fizeram turismo de negócios. A principal motivação das viagens a lazer é o sol e a praia, com 68,8% das respostas. O ecoturismo e a natureza aparecem em seguida, com 16,6%, e o turismo cultural é o principal atrativo para 9,7% dos entrevistados.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form