logo_anba_pt logo_camera_pt
18/07/2017 - 17:37hs
Compartilhe:

Tunísia: importação de alimentos aumenta quase 30%

Compras de produtos alimentícios somaram US$ 935 milhões no primeiro semestre. Déficit comercial do setor quase dobrou no período.



Túnis – A balança comercial de alimentos da Tunísia acumulou déficit de 728,5 milhões de dinares tunisianos (US$ 295 milhões) no primeiro semestre, quase o dobro do valor registrado no mesmo período do ano passado, segundo dados do Ministério da Agricultura, Pesca e Recursos Hídricos publicados nesta terça-feira (18) pela agência de notícias Tunis Afrique Presse (TAP). O resultado corresponde a 9,7% do saldo comercial negativo do país nos seis primeiros meses de 2017.

As exportações tunisianas cresceram 12% no período, mas as importações cresceram ainda mais, 29,8%.

As importações somaram 2,31 bilhões de dinares (US$ 935,5 milhões) e foram impulsionadas pelo aumento das compras de itens como açúcar, óleos vegetais e carnes vermelhas, e em menor grau de trigo mole e milho. Cresceram também as aquisições de bananas, pescado em conserva e de diferentes preparações alimentícias.

Além do aumento do volume de produtos importados, de acordo com a TAP, contribuíram para o avanço dos gastos o maior preço médio no mercado internacional e a desvalorização do dinar. Os alimentos responderam por 9,8% das importações tunisianas no primeiro semestre, contra 8,8% no mesmo período de 2016.

Já o desempenho das exportações foi influenciado pelo crescimento das vendas de tâmaras, frutos do mar, massas, vegetais frescos e frutas da estação. É verão no Hemisfério Norte. Entre estas frutas estão melões, pêssegos e damascos.

Houve, porém, recuo nos embarques de azeite de oliva - principal produto exportado pela Tunísia -, de peixes em conserva e de frutas cítricas. Nos dois últimos casos, a redução das exportações ocorreu apesar do aumento da produção local. Os alimentos representaram 9,8% das vendas externas tunisianas nos seis primeiros meses de 2017, ante 10% no mesmo período do ano passado.

Brasil

As exportações de alimentos do Brasil para a Tunísia somaram US$ 102,85 milhões de janeiro a junho, um crescimento de 14,3% em relação ao primeiro semestre de 2016. Avançaram os embarques de açúcar, óleo de milho e de soja, e carnes bovina e de frango. Os números são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira.

Na outra mão, o Brasil importou o equivalente a US$ 1,59 milhão em alimentos da Tunísia nos seis primeiros meses do ano, um avanço de 2,15% em comparação com o mesmo período de 2016. A pauta foi composta essencialmente de azeite de oliva, com crescimento de 1,82%, e de tâmaras, com aumento de 0,45%.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form