logo_anba_pt logo_camera_pt
30/07/2017 - 07:00hs
Compartilhe:

Salão de veículos elétricos terá rodada de negócios

O 13º Salão Latino Americano de Veículos Híbridos-Elétricos irá reunir fabricantes de tecnologias voltadas ao setor e compradores nos dias 21 a 23 de setembro, na capital paulista. Inscrições estão abertas.



São Paulo – De 21 a 23 de setembro, a capital paulista recebe o 13º Salão Latino Americano de Veículos Híbridos-Elétricos. O evento irá realizar sua primeira rodada de negócios, dedicada a reunir fabricantes de tecnologias do setor e clientes interessados neste novo tipo de transporte.

Ricardo Guggisberg, presidente-executivo da Associação Brasileira do Veículo Elétrico, explica que este é um mercado jovem no Brasil. O País, conta, tem cerca de 4,7 mil automóveis híbridos e elétricos.

Ainda não há montagem de automóveis deste tipo no Brasil e os modelos vendidos aqui são todos importados. Entre as marcas que oferecem um ou mais automóveis híbridos ou elétricos aos brasileiros estão Ford, Toyota, BMW, Renault, Nissan, Mitsubishi e Kia.

Em relação à fabricação de ônibus, o Brasil conta com três linhas de montagem de híbridos e elétricos, as das empresas Volvo, Eletra e BYD. Esta última também importa automóveis do tipo para cá, explica Guggisberg. Por aqui, também é possível encontrar bicicletas e motocicletas movidas à energia.

Apesar de contribuírem para a não poluição do ambiente, os preços dos veículos híbridos e elétricos ainda não são tão atrativos para que estes modelos se tornem os preferidos entre os consumidores. “Eles são de 100% a 130% mais caros que um modelo comum”, explica Guggisberg, comparando modelos que são fabricados para rodar com combustível convencional aos similares não poluentes.

A economia, porém, pode vir por outro caminho. “Um usuário que gastava de R$ 800 a R$ 1000 de gasolina por mês passou a gastar R$ 40 mensais em energia”, exemplifica o executivo sobre o abastecimento dos automóveis. O abastecimento de um modelo híbrido ou elétrico pode ser feito por meio de um eletroposto na casa do usuário ou até mesmo em uma tomada de 220 volts.

O preço de um eletroposto para se ter em casa, de acordo com Guggisberg, é de cerca de R$ 3 mil. Já a autonomia dos veículos pode chegar a até 400 quilômetros por carga nos modelos novos.

“O Brasil tem o poder de avançar muito forte pelo tamanho do País e o poder aquisitivo (da população)”, avalia Guggisberg sobre o mercado de veículos não poluentes. Segundo ele, o País ainda “está construindo uma regulação de entrega do combustível energia”, o que inclui a redução de impostos como o IPI. Ele espera que isso seja feito até setembro e, então, este mercado possa crescer no Brasil.

As empresas interessadas em participar da rodada de negócios no 13º Salão Latino Americano de Veículos Híbridos-Elétricos podem se inscrever até o dia 15 de setembro. A expectativa de Guggisberg é que os encontros reúnam de 30 a 40 companhias.

Serviço

13º Salão Latino Americano de Veículos Híbridos-Elétricos
De 21 a 23 de setembro
Local: Expo Center Norte
José Bernardo Pinto Vila Guilherme, São Paulo

Para participar das rodadas de negócios, clique no link www.velatinoamericano.com.br/inscreva-se e escolha a segunda opção: Inscreva-se para a conferência

Valor de participação: R$ 1.580,00

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form