logo_anba_pt logo_camera_pt
05/08/2017 - 07:00hs
Compartilhe:

Investimento estrangeiro chega a US$ 8,7 bi no Egito

Estimativas oficiais sobre o ano fiscal 2016-2017, encerrado em junho, foram divulgadas pelo governo do país, que espera atrair mais de US$ 10 bilhões em recursos externos no ano fiscal corrente.



Cairo – O governo do Egito estima ter fechado o ano fiscal de 2016-2017, encerrado em junho, com US$ 8,7 bilhões em investimentos estrangeiros diretos (IED), superando os US$ 6,9 bilhões do ano fiscal anterior. O valor foi divulgado pelo Ministério de Investimento em comunicado, segundo informações da agência de notícias Reuters publicadas nesta sexta-feira (04).

As estimativas do ministério indicam que o fluxo de IED pode superar os US$ 10 bilhões no ano fiscal 2017-2018, iniciado em julho.

No fim do ano passado, o Egito acertou com o Fundo Monetário Internacional (FMI) um programa de empréstimo de US$ 12 bilhões com duração de três anos e liberou a flutuação da sua moeda, em uma tentativa de atrair os investidores estrangeiros que deixaram o país após as revoltas políticas de 2011.

Nesta semana, o Banco Central do país do norte da África divulgou que suas reservas internacionais cresceram US$ 4,73 bilhões em julho, alcançando um total de US$ 36,04 bilhões. Este valor supera os níveis das reservas internacionais do Egito anteriores às manifestações de 2011, que derrubaram o governo do então presidente Hosni Mubarak.

Segundo o comunicado do Ministério do Investimento, o número de novas empresas estabelecidas chegou a 3.556 no último ano fiscal. O país espera atrair mais companhias com uma nova lei de investimento, aprovada em junho, que oferecerá uma série de incentivos fiscais a quem quiser se estabelecer no país. A regulamentação da lei, que fornecerá mais detalhes sobre os mecanismos desses incentivos, deverá ser aprovada nas próximas semanas.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form