logo_anba_pt logo_camera_pt
08/09/2017 - 14:29hs
Compartilhe:

Caixas de fósforo do Egito integram exposição

Mostra no município catarinense de Forquilhinha apresenta cerca de mil caixinhas de fósforo estampadas com fotos e ilustrações. Entre elas estão peças do Egito da década de 1950.



São Paulo – Caixas de fósforo antigas vindas do Egito fazem parte de uma exposição que começou na última semana, no Centro Cultural de Forquilhinha, no município do mesmo nome, na região sul do estado de Santa Catarina.

Divulgação

Caixas de fósforo trazem fotos e ilustrações

As peças integram o acervo do Museu ao Ar Livre Princesa Isabel, da cidade catarinense de Orleans, e foram doadas pela família do comerciante já falecido José Dalsasso, que as colecionava. São cerca de mil caixinhas nacionais e estrangeiras com diferentes ilustrações. Do Egito são ao redor de dez peças.

A filha do comerciante, Rose Dalsasso, conta que o pai começou a coleção justamente com as caixinhas de fósforo do Egito. Ele as recebeu de um sobrinho que esteve no país árabe a trabalho na década de 1950. “Ele guardava a sete chaves, como um tesouro”, diz Rose.

O comerciante tinha vários tipos de produtos em coleções, inclusive moedas e cédulas. A filha conta que ele colecionava tudo o que achava bonito, colecionava peças nas quais enxergava arte. Algumas caixinhas de fósforo ele comprou, mas muitas, ganhou, já que os amigos sabiam do seu gosto por colecionar.

Divulgação

Cavalos e esportes nas caixinhas egípcias

Na coleção de caixas de fósforo há desde peças com ilustrações do cartunista brasileiro Ziraldo até edições especiais com fotos de jogadores da Seleção Brasileira de Futebol, propagandas de cidades turísticas, hotéis, companhias aéreas, cigarros e bebidas e imagens da natureza. As caixinhas do Egito têm como ilustrações cavalos, carruagens, carros antigos, barcos e a prática de esportes.

O colecionador faleceu em 1985 e sua coleção ficou então aos cuidados do filho, Paulo Afonso, hoje também já falecido. A família doou a coleção para o Museu ao Ar Livre Princesa Isabel em 1999.

Na exposição de Forquilhinha também são mostradas caixinhas de fósforo de uma outra coleção, da Copa do Mundo de 1962, doada ao museu pelo paulistano Cícero Augusto Vieira.

A mostra começou no dia 29 de agosto e fica até 29 de setembro no Centro Cultural de Forquilhinha. A visitas podem ser feitas das 08 às 12 horas e das 13 às 17 horas de segunda a sexta-feira. A entrada é gratuita.

Serviço

Exposição Caixas de Fósforo
De 29 de agosto a 29 de setembro de 2017
Das 8h-12h e 13h-17h
Entrada gratuita
Centro Cultural Forquilhinha – Forquilhinha – SC
Facebook: https://www.facebook.com/culturaforquilhinha/

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form