logo_anba_pt logo_camera_pt
18/10/2017 - 07:00hs
Compartilhe:

Embaixadores fazem missão a Pernambuco

Diplomatas de nações árabes e africanas cumprem agenda a partir desta quinta-feira (19) no estado. Objetivo é detectar oportunidades para maior cooperação e comércio.



São Paulo – Os embaixadores árabes e africanos no Brasil desembarcam em Pernambuco nesta quarta-feira (18) para uma missão oficial. Na quinta e sexta-feira eles terão uma série de encontros com empresários e autoridades locais para estreitar as relações entre o estado e seus países. A Câmara de Comércio Árabe Brasileira é promotora da iniciativa juntamente com as embaixadas.  A iniciativa também tem apoio do Itamaraty.

Participam da viagem onze diplomatas árabes - entre eles seis de países que ficam no continente africano – e 13 diplomatas de nações africanas que não são árabes. O grupo será recebido pelo governador do estado, Paulo Câmara (PSB), pelo prefeito de Recife, Geraldo Júlio (PSB), e terá encontros com lideranças da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (ADDiper) e da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur).

Eles se reunirão ainda com empresários e visitarão o Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR) - que fica no parque tecnológico Porto Digital -, o Porto de Suape e o Estaleiro Atlântico Sul. Eles participam de um jantar oferecido Câmara Árabe na quinta-feira, e de outro promovido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio-PE), na sexta-feira.

“É uma missão de via dupla, procuraremos oportunidades no estado e também ofereceremos as oportunidades de nossos países”, afirmou o decano do Conselho dos Embaixadores Árabes no Brasil e embaixador da Palestina, Ibrahim Alzeben. “O objetivo é iniciar um diálogo sobre interesses comuns que pode resultar futuramente em negócios para os dois lados e mais intercâmbio comercial entre o Brasil e os países da missão”, disse o presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun.

Pernambuco teve um comércio de US$ 449,6 milhões com os países árabes em 2016. O estado exportou à região principalmente açúcar, combustíveis, frutas, peixes e calçados, e importou combustíveis, químicos, plásticos, fertilizantes e chumbo. Com a África, a corrente comercial foi de US$ 170 milhões. Pernambuco exportou principalmente açúcar, combustíveis, ferro, máquinas e plásticos, e importou combustíveis, químicos, fertilizantes, plásticos e papel.

A secretária-executiva de Relações Internacionais de Pernambuco, Rachel Pontes, afirma que o governo do estado está muito feliz com a perspectiva da visita. “Com alguns (países), como os africanos de língua portuguesa, temos uma herança cultural comum, e com todos existe um interesse de estreitar relações não só comerciais, mas também culturais e de cooperação técnica e científica”, afirmou Pontes à ANBA.

A secretária-executiva destaca o potencial de compras dos países africanos e o fato de que o estado tem com os árabes um comércio de mão dupla, com compra de produtos e também importações da região, principalmente de produtos de petróleo e gás. De acordo com Pontes, o Porto de Suape possui um projeto de construção de um segundo terminal de contêineres e isso pode interessar aos países da missão.

Os embaixadores árabes realizaram uma missão para Pernambuco em 2015, mas essa é a primeira vez que a viagem é feita pelo Conselho dos Embaixadores Árabes em coordenação com o Conselho dos Embaixadores Africanos. O decano Alzeben afirma que essa é uma maneira de aproveitar melhor a missão e ampliar a possibilidade de cooperação, além de ser uma oportunidade de integração entre árabes e africanos. “Nossos países têm interesses e aspirações em comum”, afirma ele.

Além das reuniões com autoridades, que ocorrem na quinta-feira e sexta-feira, no sábado a delegação terá oportunidade de conhecer atrações turísticas do estado, como Porto de Galinhas. Apesar de ter um setor industrial forte, o turismo também é uma importante fonte de receitas para Pernambuco.

Participam da missão ao estado diplomatas do Catar, Líbia, Argélia, Egito, Iraque, Mauritânia, Tunísia, Sudão, da Liga dos Estados Árabes, Jordânia, Camarões, Angola, Botsuana, Cabo Verde, Etiópia, Gabão, Malaui, Senegal, Tanzânia, Togo, África do Sul e Benin, além de Alzeben.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form