logo_anba_pt logo_camera_pt
21/11/2017 - 15:43hs
Compartilhe:

Brasil gasta muito e mal, diz Banco Mundial

Relatório divulgado pela instituição na terça-feira (21) identifica problemas nas contas públicas brasileiras.



São Paulo – O governo brasileiro gasta mais do que arrecada e não aloca os recursos de maneira eficiente, concluiu o Banco Mundial no relatório Um ajuste justo: Análise da eficiência e equidade do gasto público no Brasil, divulgado na terça-feira (21) em Brasília (DF). O estudo, encomendado pelo governo federal, analisa as raízes dos problemas fiscais recorrentes no Brasil e identifica possíveis reformas que podem tornar as despesas mais eficientes.

Em nota, o diretor do Banco Mundial para o Brasil, Martin Raiser, disse que o estudo tinha como objetivo mostrar que é possível fazer um ajuste fiscal e promover maior igualdade social ao mesmo tempo, preservando os mais desfavorecidos.

“O ajuste necessário das contas públicas representa um grande desafio para o País: é preciso prepará-lo para assegurar um ajuste socialmente justo. Identificamos vários programas do estado brasileiro que são bastante ineficientes e que em vez de reduzir a desigualdade, contribuem para aumentá-la,” explicou, no comunicado, o economista-chefe do Banco Mundial para o Brasil e principal autor do relatório, Antonio Nucifora.

Para ele, o sistema previdenciário brasileiro desequilibra as contas do governo e é altamente injusto. Nucifora criticou também os elevados salários dos servidores públicos, que contribuem para a desigualdade, e as políticas de apoio do setor privado, que custam em torno de 4,5% do PIB sem dar retorno positivo aparente para a sociedade brasileira.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form