logo_anba_pt logo_camera_pt
06/12/2017 - 07:00hs
Compartilhe:

Dois mil gremistas viajam aos Emirados para Mundial

O time do Grêmio disputa o Mundial de Clubes da Fifa nos dias 12 e 16 de dezembro em Al Ain e Abu Dhabi. Classificação movimentou agências de viagens e levará gaúchos para fazer turismo no Oriente Médio.



São Paulo – Entre 1,5 mil e 2 mil torcedores do Grêmio devem viajar do Brasil aos Emirados Árabes Unidos nos próximos dias para ver as semifinais e finais do Mundial de Clubes da Federação Internacional de Futebol (Fifa), de 12 a 16 de dezembro. A estimativa é da Associação Brasileira das Agências de Viagens do Rio Grande do Sul (Abav-RS).

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Vitória na Libertadores garantiu vaga

A classificação do Grêmio para o Mundial movimentou as agências de viagens do estado sulino e deve levar muitos gaúchos para as ruas de Abu Dhabi e Al Ain, cidades onde ocorrem os dois jogos do Grêmio. De acordo com informações dadas à ANBA pelo presidente da Abav-RS, João Machado, as possibilidades de viagens tinham praticamente se esgotado já nesta segunda-feira (4). Só era possível reservar um voo com tarifas muito altas.

Machado afirma que houve pouco tempo para a compra das viagens. A classificação do Grêmio foi na última quarta-feira (29) e a semifinal será na próxima terça-feira (12). “Muita gente ficou sem lugar”, afirmou ele. Além dos voos pela Emirates, única companhia que tem linha direta entre Brasil e Emirados, também foram alternativas para muitos torcedores viajarem as rotas de outras companhias via Etiópia ou com conexão na Europa.

Alguns torcedores gastaram entre R$ 9 mil e R$ 10 mil entre passagem aérea e hotel, outros até R$ 16 mil, mas o valor médio com as viagens foi de R$ 12 a R$ 13 mil, segundo cálculo de Machado.

Além disso, os gremistas devem gastar com turismo nos Emirados. O presidente da Abav-RS conta que os que viajam para assistir os jogos, também visitam atrações como o Burj Khalifa, o prédio mais alto do mundo que fica em Dubai, ou o Parque da Ferrari e a Mesquita do Xeque Zayed, os dois últimos em Abu Dhabi. A média de estada dos gaúchos será de seis a oito noites, de acordo com Machado. Os locais procurados costumam ser pontos turísticos tradicionais.

No ano de 2010, quando o Internacional – também time do Rio Grande do Sul - disputou o Mundial de Clubes da Fifa, os jogos atraíram 10 mil torcedores. As finais também foram nos Emirados naquele ano, mas houve mais tempo para a comercialização das viagens, segundo Machado. O Internacional não chegou a levar o título. Perdeu o primeiro jogo para o Mazembe, da República Democrática do Congo, e ficou em terceiro lugar.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Torcida viajará para jogos e turismo

O presidente da Abav-RS acredita que as semifinais e finais deste ano vão atrair entre 5 mil e 6 mil torcedores do Grêmio. Além dos que irão do Brasil, gaúchos que moram em outras partes do mundo devem assistir os jogos. O Grêmio joga a semifinal no dia 12 no Estádio Hazza Bin Zayed, em Al Ain, e depois a final ou a disputa do terceiro lugar (segundo o resultado da semifinal) no dia 16 no Estádio Zayed Sports City, em Abu Dhabi.

O Grêmio joga a semifinal com o vencedor da disputa entre Pachuca, do México, e Wydad Casablanca, do Marrocos, que se enfrentam sábado (9), em Abu Dhabi. O Real Madrid está no Mundial e entra em campo no dia 13 de dezembro com o Urawa Red Diamonds, do Japão, ou o vencedor da eliminatória entre Al Jazira, dos Emirados, e o Auckland City, da Nova Zelândia, que jogam na quarta-feira (6) em Al Ain. O vencedor de Al Jazira e Auckland enfrenta o Urawa no sábado (9), em Abu Dhabi.

Segundo divulgado pelo clube gaúcho, para o primeiro jogo o time ficará hospedado no Hily Rayhaan by Rotana Al Ain, em, Al Ain, e depois dele permanecerá no Park Rotana Abu Dhabi, em Abu Dhabi. A equipe viaja nesta quarta-feira (6). 

 

 

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form