logo_anba_pt logo_camera_pt
29/12/2017 - 10:09hs
Compartilhe:

Marrocos espera crescimento da indústria aeronáutica

Segmento movimentará US$ 2,9 bilhões e gerará 23 mil novos empregos até 2020, de acordo com projeção do ministro da Indústria, Investimento, Comércio e Economia Digital marroquino.



São Paulo – A indústria aeronáutica deve gerar US$ 2,9 bilhões em negócios no Marrocos até 2020, segundo informações do ministro da Indústria, Investimento, Comércio e Economia Digital, Moulay Hafid Elalamy, publicadas na Moroccan News Agency (MAP).

O Marrocos abriga marcas internacionais do segmento, como Boeing, Bombardier, Airbus, Safran, Thales e Hexel Composite. Essa indústria já criou cerca de 15 mil empregos no Marrocos e deve abrir mais 23 mil novas vagas até 2020.

De acordo com Hafid, o setor aeronáutico cresceu 16% no Marrocos em 2016 e deverá avançar até 20% nos próximos dois anos. A indústria tomou impulso no país árabe principalmente na última década, passando de poucas empresas para mais de 130.

No ano passado, o governo do Marrocos assinou um acordo com a Boeing para atração ao país dos fornecedores da indústria, com o objetivo de aumentar as exportações marroquinas na área. A iniciativa espera a criação de 8.700 novos empregos.

Neste mês de dezembro, a Royal Air Maroc, companhia aérea marroquina, anunciou que ordenou a compra de quatro aviões 787-9 Dreamliners da Boeing, no valor de US$ 1,1 bilhão, para entrega no final de 2018.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form