logo_anba_pt logo_camera_pt
05/01/2018 - 07:00hs
Compartilhe:

Piscinas da iGUi chegam aos Emirados

Franquia da marca brasileira em Dubai será inaugurada nos próximos dias e uma nova loja deverá ser aberta em Abu Dhabi no primeiro trimestre. Fábrica no Oriente Médio segue em negociação.



São Paulo – As primeiras piscinas em fibra de vidro produzidas pela iGUi desembarcaram em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde em meados de janeiro será inaugurada a primeira loja da marca na região do Golfo. Com isso, a empresa coloca os pés no 43º país diferente, e já planeja inaugurar uma segunda loja, dessa vez no emirado de Abu Dhabi, ainda no primeiro trimestre. A companhia foi criada em Gravataí (RS) e hoje está sediada em Cedral (SP).

Não será o primeiro movimento da iGUi em países árabes: a empresa possui lojas no Egito, Marrocos e Jordânia, todas franqueadas. Nos Emirados, as negociações foram feitas com o empresário Atul Shah, que trabalha com piscinas de concreto no país.

“Essas lojas serão no padrão iGUi, com vendas exclusivas de piscinas da marca”, explica Marcelo Pazos, diretor internacional da empresa. Segundo ele, a prática não é comum com franqueados do exterior, que costumam ser multimarcas. “Mas, até para separar do negócio atual dele, o franqueado resolveu fazer uma loja separada.”

Pazos conta que as piscinas vendidas em Dubai serão enviadas da fábrica do México. A iGUi tem 40 unidades produtivas espalhadas pelo mundo. “O México costuma abastecer os mercados internacionais. Mas nossas lojas do Egito e Marrocos recebem piscinas produzidas na fábrica de Portugal”, diz.

No entanto, as negociações para abrir uma fábrica em uma nação árabe seguem em curso. Há alguns anos a empresa foi procurada por investidores da Jordânia, interessados em abrir uma unidade para abastecer o Oriente Médio, mas os planos não evoluíram. “As conversas seguem. No fim do ano passado fomos procurados por empresários do Egito, antes vieram argelinos – onde nem temos loja ainda. Agora vamos receber empresários do Líbano. São processos longos, não são simples”, conta o diretor.

A ideia, de acordo com Pazos, é que os investidores construam a fábrica com licença de uso da marca – ao contrário do que a iGUi fez no princípio, quando foi responsável por todo o investimento nas unidades da Argentina, México e Portugal. “No Paraguai, onde abrimos fábrica em 2016, já foi assim: o franqueado fez o investimento. E deu certo, passamos de duas para treze lojas no país”, explica.

Fundada em 1995 pelo gaúcho Filipe Sisson, a iGUi virou franquia em 2008, mesmo ano em que mudou sua sede de Gravataí para o interior paulista. Hoje possui mais de 800 franquias espalhadas pelo mundo, sendo 180 no exterior.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form