logo_anba_pt logo_camera_pt
07/02/2018 - 07:00hs
Compartilhe:

Delegação do agronegócio chega dia 15 aos Emirados

Missão liderada pelo Ministério da Agricultura e formada também por representantes de empresas e entidades do setor terá agenda no país árabe no dia 15 de fevereiro. Haverá encontros de negócios.



São Paulo – Uma delegação comandada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) passará pelos Emirados Árabes Unidos no dia 15 de fevereiro, como parte de uma missão em busca de mercado em países da Ásia e Oriente Médio. O grupo é liderado pelo secretário executivo da do Mapa, Eumar Roberto Novacki, e, além de outros representantes do governo, é formado por empresários e dirigentes de entidades setoriais.

Segundo informou à ANBA o diretor do Departamento de Promoção Internacional de Investimentos do Ministério da Agricultura, Evaldo da Silva Júnior, a viagem para Emirados Árabes Unidos faz parte de uma política de destaque à região e também é decorrência das atividades realizadas em 2017.

No ano passado, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, liderou uma missão a quatro países árabes: Kuwait, Arábia Saudita, Emirados e Catar. Também uma delegação chefiada pela Food Security Center, dos Emirados, esteve no Brasil e promoveu encontros com empresários locais com capacidade para receber investimentos estrangeiros, visitou regiões produtoras e teve encontros com autoridades políticas e entidades do agronegócio.

Na passagem pelos Emirados, a delegação brasileira terá encontro para networking com empresários locais e reunião com o diretor geral do Food Security Centerl, Khalifa Al Ali. O organismo tem sede em Abu Dhabi e cuida da segurança alimentar e da garantia da qualidade dos alimentos consumidos nos Emirados Árabes Unidos. Também está prevista um encontro de Novacki com o embaixador do Brasil nos Emirados, Fernando Luís Lemos Igreja, de acordo com informações do Mapa. 

Segundo Evaldo, outro tema da pauta nos Emirados será certificação halal, que é a emissão de documentos que atestam que o produto foi feito segundo a tradição islâmica. As duas certificadoras brasileiras de halal, o Centro de Divulgação do Islam para a América Latina (Cdial-Halal) e a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras Halal), participam da missão.

A agenda nos Emirados Árabes Unidos será de apenas um dia e o país será o último destino da missão, antes da partida de volta ao Brasil, no dia 16 de fevereiro. A chegada nos Emirados está prevista para o dia 14 à noite. O grupo passará também por Coreia do Sul, Cingapura, Indonésia e Malásia. A Coreia será o primeiro destino, onde haverá compromissos já nesta quarta-feira (7).

Participam da delegação também outros representantes do Ministério da Agricultura, da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e do governo do Rio Grande do Sul. Além das certificadoras halal brasileiras, integram o grupo entidades e empresas como a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), o Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), a JBS e a BRF.

O Brasil faturou US$ 2,5 bilhões com exportações aos Emirados Árabes Unidos no ano passado e esse comércio é basicamente formado por produtos do agronegócio. A mercadoria mais vendida para o país árabe em 2017 foi o açúcar, seguido de carnes. Os dois itens responderam por mais da metade das vendas, com cerca de US$ 1,4 bilhão. Na outra mão, os Emirados venderam US$ 186 milhões ao mercado brasileiro, principalmente com fertilizantes.

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form