logo_anba_pt logo_camera_pt
06/02/2011 - 07:00hs
Compartilhe:

Forminhas de doces para festas árabes

A ideia de Mirela Goi, que surgiu para complementar a renda, está dando certo. As forminhas de doces feitas por ela nos finais de semana já chegaram a cinco países, inclusive nos Emirados Árabes.



São Paulo – Todo final de semana, Mirela Goi dedica uma parte do seu tempo para criar forminhas de doces. A ideia surgiu há um ano, quando a brasileira, que é cadeirante e sonha em conhecer um país árabe, iniciou o trabalho artesanal para complementar a renda familiar. Com o incentivo de uma tia, Mirela aprendeu rapidamente a técnica das forminhas e logo montou um blog para divulgar seu trabalho. O que ela não esperava é que em menos de um ano suas forminhas estariam em mesas de doces em Portugal, Argentina, Inglaterra, Austrália e até nos Emirados Árabes.

Divulgação
Divulgação

A maioria das forminhas é para festas de casamento



Mirela descreve as forminhas como flores de papel para doces, já que o formato delas é como de uma flor aberta. Com uma máquina de corte e um boleador, ferramenta para dar o acabamento, a artesã consegue produzir sozinha até 1.200 forminhas por final de semana.

Com o blog no ar, em dezembro de 2009, Mirela recebeu sua primeira encomenda internacional, para Portugal. As informações de apresentação do blog estão em sete idiomas: português, inglês, espanhol, francês, alemão, italiano e árabe. Com o crescimento da demanda, Mirela abriu uma empresa e passou a emitir notas, pois os pedidos, que no início eram pequenos, passaram a ser de até cinco mil forminhas.

“Hoje eu já tenho clientes fixos em Portugal. São lojistas que fazem pedidos a cada três meses, mais ou menos”, afirmou a empresária. De acordo com ela, a maioria dos pedidos é para festas de casamento.

Para enfeitar as mesas de doces das festas, Mirela faz forminhas de diversas cores e estampas. No ano passado, a empresária vendeu 300 forminhas nas cores prata e dourado para um cliente de Dubai. As forminhas são embarcadas em caixas, com 50 unidades em cada. Toda exportação é realizada pelos Correios, pelo serviço do Exporta Fácil. “Em mais ou menos 20 dias, o pedido chegou a Dubai”, disse Mirela.

Do mercado árabe, a empresária já está em contato com pessoas da Tunísia, Líbano, Marrocos e Arábia Saudita. “Os árabes adoram fazer festas de casamento bem pomposas e sofisticadas. Eles vão gostar das minhas forminhas”, disse Mirela, que não vê a hora de conquistar clientes no mundo árabe para poder ir para a região e participar de feiras e eventos. “Quem sabe assim eu consigo realizar meu sonho de conhecer um país árabe”, afirmou.

Divulgação
Divulgação

O sonho de Mirela é conhecer um país árabe

Há três anos, muito antes de começar a fazer forminhas, Mirela planejou uma viagem para Tunísia, que seria a realização de um sonho. No entanto, a viagem não deu certo. Por ser cadeirante, a companhia aérea não permitiu que ela viajasse desacompanhada devido à sua dificuldade de locomoção. Ela teve poliomielite quando tinha quatros meses de idade, o que fez com que perdesse 80% dos movimentos das pernas e braços. Atualmente, Mirela é casada com um nigeriano e tem uma filha de 1 ano e 5 meses. Ela trabalha durante semana na Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) e faz parte do programa de oportunidades da empresa que oferece vagas de quatro horas para pessoas com deficiência.

No ano passado, Mirela vendeu 30 mil forminhas, sendo 10 mil para o exterior. Em janeiro deste ano, já foram vendidas seis mil unidades. A empresária acredita que este ano as vendas devem crescer muito mais. Cada forminha custa, em média, R$ 0,30. O plano de Mirela para este ano é juntar capital para começar a enviar amostras. “Percebi que é uma necessidade na qual preciso investir. É uma oportunidade que eu tenho para divulgar o meu trabalho”, concluiu.

Contato
Mirela Goi
Blog: masweetcases.blogspot.com

Enviar por E-mail:





Comentários

Seu comentário será enviado para um moderador antes de ser publicado.





imagem_form