Soja responde por 16% da exportação brasileira

Estudo da FGV aponta que Brasil precisa discutir nova política para comércio exterior em função da concentração de produtos na pauta e destinos.

Agência Brasil
pauta@ebc.com.br

Rio de Janeiro – Dados do Indicador do Comércio Exterior (Icomex), relativo ao mês de junho e divulgado nesta quinta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre FGV), apontam que a soja em grão respondeu por 16% do total exportado pelo Brasil para o mundo nos primeiros seis meses do ano e, se forem somados o minério de ferro e o petróleo, o percentual chega a 33%.

A participação da China na pauta das exportações continua crescendo e o país asiático mantém-se como principal destino dos produtos brasileiros, já tendo ultrapassado a parcela dos 28 países da União Europeia. Segundo a publicação, as exportações brasileiras para a China cresceram 26% no primeiro semestre do ano.

Segundo o estudo da FGV, como a pauta de exportações do país tem se concentrado em poucas commodities, e a China vem ganhando participação como país destino dos produtos brasileiros, é forçosa a necessidade de “se discutir uma nova agenda da política de comércio exterior do País”.

 

Abiove

Publicações relacionadas