Brasil aumentou em 13% importação de produtos químicos

Compras no exterior somaram US$ 3,6 bilhões em janeiro, com crescimento impulsionado por aquisições maiores de intermediários para fertilizantes.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – O mercado brasileiro aumentou em 13% as importações de produtos químicos em janeiro em relação ao mesmo mês do ano passado, segundo informações divulgadas pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). No total, foram gastos US$ 3,6 bilhões com as compras destes produtos. Sobre dezembro do ano passado, o crescimento foi de 7,3%.

Do total comprado no exterior, os intermediários para fertilizantes representaram 17,3%, com US$ 618,8 milhões. Houve aumento de 57,7% nas importações do produto sobre janeiro de 2018. Também os volumes de compras externas de intermediários para fertilizantes subiram bastante, em 36,1% na mesma comparação, ficando em 2,1 milhões de toneladas em janeiro.

Como um todo, as importações brasileiras de produtos químicos avançaram 24,2% em quantidade em janeiro sobre o mesmo mês do ano passado e somaram 3,6 milhões de toneladas. Em relação a dezembro, porém, houve queda de 13,6%, segundo a Abiquim. Os intermediários para fertilizantes representaram 58,3% da importação total.

A balança comercial de produtos químicos do Brasil é deficitária já que o País importa mais do que exporta na área. Em janeiro, o saldo negativo ficou US$ 2,5 bilhões, um recorde para meses de janeiro em toda a série histórica da pesquisa. Em doze meses, de fevereiro de 2018 a janeiro deste ano, o comércio exterior do segmento ficou com déficit de US$ 30,2 bilhões.

Ivan Bueno/Appa

Publicações relacionadas