Governador do Piauí quer estreitar relações com os árabes

Em sua primeira visita à Câmara Árabe, Wellington Dias falou sobre possíveis parcerias nos setores de energia limpa, infraestrutura e educação, e definiu iniciativas em conjunto com a entidade.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), pretende estreitar as relações de seu estado com os países árabes. Ele visitou pela primeira vez a sede da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, em São Paulo, nesta quinta-feira (18). Junto com a superintendente estadual de parcerias e concessões, Viviane Bezerra, Dias (esq., na foto) apresentou projetos e oportunidades de investimentos e de parcerias público-privadas nos setores de educação, energia limpa, infraestrutura, entre outros. O governador foi recebido pelo presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun (dir., na foto), e pelo secretário-geral, Tamer Mansour.

“O Piauí tem um mundo de oportunidades, e nos interessa esse elo com os países árabes”, disse Dias. Como exemplos de potenciais parcerias e investimentos, o governador e Bezerra destacaram estradas, saneamento básico, conexão de internet, aeroportos, ferrovias, Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), centro de convenções e o Porto de Luís Correia. “Queremos ampliar a relação direta dos árabes com o Piauí e com a região Nordeste”, afirmou o governador.

Energia limpa, como a solar e a eólica, é outra possibilidade de investimento e parceria para os árabes no estado. Um exemplo são as miniusinas de energia solar fotovoltaica, um projeto para implantar, manter e gerir oito miniusinas em parceria público-privada. Os árabes, principalmente da região do Golfo, têm investido muito em energias renováveis, e Dubai pretende abrigar a maior usina de energia solar fotovoltaica do mundo até 2030.

O estado do Piauí é membro do Consórcio Nordeste, criado em março e composto pelos nove estados da região (Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Paraíba) como um instrumento de administração conjunta para ampliar a cooperação entre os estados e melhorar a gestão de recursos públicos, além de ampliar as exportações, facilitar o intercâmbio estudantil e profissional, e criar um fundo para facilitar financiamentos e obtenção de recursos.

Dias afirmou que a maior parte do consumo de produtos árabes no estado vem de outras partes do Brasil, principalmente do Sudeste. “A relação que temos com os países árabes é maior do que o que é registrado na balança comercial. Queremos receber um maior volume de produtos diretamente dos árabes, assim como ampliar as exportações diretas de nosso estado para esses países”, disse.

Dias falou sobre oportunidades de parcerias e investimentos

Segundo dados da Câmara Árabe, em 2018, o Piauí foi o 22º estado brasileiro em exportação aos países árabes (US$ 2,4 milhões), sendo a soja o produto principal, e o 22º em importações, principalmente de fertilizantes do Egito (US$ 1,61 milhão). Em exportações globais, o estado nordestino ficou em 18º lugar em 2018, e em 25º em importações do mundo. De janeiro a junho deste ano, Piauí caiu para a 26ª posição em exportações, mas manteve a 22ª colocação em importações aos árabes.

Uma parceria educacional foi encorajada pelo governador. Ele contou que já existe no estado uma escola de idiomas como inglês, espanhol, francês, italiano, alemão e mandarim, a partir de aulas por videoconferência com professores nativos em seus países. “Queremos expandir também para o idioma árabe e estreitar as relações. Pode ser bom para os dois lados”, afirmou o governador. O secretário-geral da Câmara Árabe, Tamer Mansour, disse que há interesse do Sultanato de Omã em parcerias educativas. “É desse tipo de projeto que a Câmara precisa, com uma visão além do comercial”, comentou Hannun.

Na reunião, o governador foi convidado a participar da Wetex, feira dos setores de energia limpa, água, meio ambiente e tecnologia em Dubai, de 21 a 23 de outubro. Dias afirmou que comparecerá, e também confirmou presença na segunda edição do Fórum Econômico Brasil-Países Árabes, organizado pela Câmara Árabe em São Paulo, com data prevista para 16 de abril de 2020.

O governador convidou Hannun a participar do Fórum dos Governadores do Nordeste, que ocorrerá em 21 de agosto, em Teresina, no Piauí, e da edição Nordeste do Abdib Fórum, evento com empresários e governadores promovido pela Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base, em 22 de agosto. Ambos os convites foram aceitos.

Dias e Bezerra com a diretoria da Câmara Árabe

“Foi um encontro muito produtivo e estamos muito interessados não só em promover a compra e venda, mas em estabelecer parcerias estratégicas entre o Piauí, o Nordeste e os países árabes”, disse Hannun.

De ambas as partes, foi sugerida uma agenda conjunta, com reuniões e uma futura missão de governos do Nordeste para os países árabes, com data a definir, em 2020.

Estavam presentes na reunião os vice-presidentes da Câmara Árabe Mohamed Mourad (Administrativo) e Ruy Cury (Comércio Exterior), o diretor William Atui, a diretora de Marketing e Estratégia, Janine Bezerra de Menezes, a gerente de Marketing, Karina Cassapula, e a gerente de Relações Institucionais, Fernanda Baltazar.

Dias está em seu quarto mandato como governador do Piauí (2003-2006, 2007-2010, 2014-2018 e 2019-2022).

 

Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA

Publicações relacionadas