Brasil desperta curiosidade na Feira de Cartum

Câmara Árabe tem estande em parceria com a embaixada brasileira e a Fambras Halal na mostra multissetorial do Sudão. Executiva da entidade tem ampla agenda de reuniões com autoridades e empresários.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – Os visitantes da Feira Internacional de Cartum vêm demonstrando curiosidade sobre oportunidades no Brasil no estande da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, da embaixada do País no Sudão e da Fambras Halal, empresa de certificações Halal da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil. Os principais interesses são nos setores de alimentos e de máquinas agrícolas. A mostra teve início na (20) e vai até o dia 27. O estande da Câmara Árabe (foto acima) atende cerca de 40 pessoas por dia, informou nesta quinta-feira (23) a gerente de Relações Institucionais da entidade, Fernanda Baltazar, que está no evento.

“As pessoas que vêm até o nosso estande estão mais curiosas, e pedindo informações sobre o Brasil e o mercado brasileiro, do que [preocupados] em fazer negócios de fato. Em 2018 (último ano em que a Câmara Árabe esteve na feira), havia um número maior de empresários, e este ano há um número muito grande de visitantes, mas são mais curiosos, e isso se dá pelo momento que o país está vivendo. No contexto atual, é importante a Câmara Árabe estar aqui, porque o Sudão sempre foi um país parceiro. Com a alta do dólar, a queda do poder de compra, a alternância de poder, os empresários estão revendo alguns pontos”, afirmou Baltazar por telefone à ANBA.

Embaixadora Patrícia Maria Oliveira Lima (2ª da dir. p/ esq.) visitou o estande

Na agenda paralela ao evento, Baltazar fez reuniões na Federação dos Empresários e Empregadores do Sudão; com o subsecretário do Ministério da Indústria e Comércio do país, Mohamed Ali Abdalla; com o presidente da empresa de maquinário agrícola CTC Group, Mamoun Dawelbeit; e na Autoridade Nacional de Investimentos.

“Na federação, falamos sobre a possibilidade de investimentos no setor de infraestrutura, ônibus – citaram a empresa brasileira Marcopolo -, transporte público em geral, e de combustíveis e energia renovável. Falei sobre a Unica (União da Indústria de cana-de-açúcar) e de entidades como a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) para desenvolvermos possíveis parcerias e trocas de conhecimento no setor do agronegócio. Eles demonstraram muito interesse em conversar e fazer trocas de conhecimento, tão importantes para o desenvolvimento do Sudão”, contou Baltazar.

A reunião na CTC Group, empresa de maquinário agrícola sudanesa que tem presença no Brasil, foi feita com o presidente da companhia. “Visitamos a nova fábrica e eles reforçaram a importância do mercado brasileiro e de novas parcerias”, contou.

Fernanda Baltazar na Federação dos Empresários

Baltazar foi recebida também na Autoridade Nacional de Investimentos do Sudão. “Falaram do momento importante que o Sudão está passando, da renovação da estrutura do governo e da necessidade de investir em diferentes setores, como infraestrutura, agronegócio e energia. As pessoas aqui estão otimistas com o novo governo, e esperam que se tenha um crescimento e desenvolvimento para todos, uma mudança positiva no país, e o Brasil pode ser um parceiro importante”, informou. O presidente da Fambras Halal, Mohamed El Zoghbi, também participou das reuniões.

Baltazar convidou as autoridades e empresários com quem se reuniu para participar do Fórum Econômico Brasil-Países Árabes, evento da Câmara Árabe que ocorrerá em abril, em São Paulo. “Fiz o convite para o fórum para os membros da diretoria da federação. Eles ficaram animados para participar e falaram sobre a possível criação de um conselho empresarial Brasil-Sudão a partir do evento. O vice-ministro da Indústria e o presidente da CTC também ficaram animados e demonstraram interesse em participar”, disse a executiva.

A executiva disse ainda que os sudaneses veem o Brasil com bons olhos e com potencial para negócios. “O Sudão é um país que está tentando ir para frente, se desenvolver, e isso é muito bom”, concluiu.

Press Release
Press Release
Press Release

Publicações relacionadas