Brasil recebeu número recorde de turistas em 2017

Entraram no país 6,6 milhões de turistas internacionais. Entre os árabes, o destaque foi o Marrocos, com aumento de 22% no número de visitantes.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – O Brasil recebeu um número recorde de turistas estrangeiros no ano passado, superando inclusive o total de 2014 e 2016, anos de Copa do Mundo e Jogos Olímpicos, respectivamente. Levantamento divulgado pelo Ministério do Turismo (MTur) com base em dados da Polícia Federal aponta que entraram no País 6,589 milhões de turistas em 2017.

Com a Copa, em 2014, o número de visitantes estrangeiros no País alcançou 6,429 milhões. Dois anos depois, quando o Rio de Janeiro recebeu os Jogos Olímpicos, visitaram o país 6,546 milhões de estrangeiros. O desempenho do ano passado superou em 0,6% o recorde anterior, registrado um ano antes.

Segundo o MTur, os turistas sul-americanos puxaram essa alta, com um salto de 11,1% no número de visitantes, passando de 3,7 milhões em 2016 para 4,1 milhões de turistas no ano passado – equivalente a 62,4% do total.

Nos dados divulgados pela pasta, os números de visitantes de alguns países árabes estão discriminados. O grande destaque é o Marrocos. Entre os países da região, foi o que mandou mais turistas: 5.986, uma alta de 22,1% sobre 2016. Em seguida vem o Líbano, com 2.577 turistas, recuo de 16% na mesma comparação, e a Síria, com 2.333 visitantes, aumento de 9,8%.

Outros países árabes citados foram o Egito, com redução de 39,5% no número de visitantes, para 2.079 pessoas, a Tunísia, com 1.374 pessoas, volume 32,4% menor, e a Arábia Saudita, que teve 907 visitantes, com queda de 26%.

Na lista de principais localidades emissoras de turistas, a liderança segue com a Argentina, com 2,622 milhões de pessoas, um aumento de 14,3% sobre 2016. Quase 40% dos turistas internacionais que o Brasil recebeu no ano passado têm residência permanente no país vizinho. Completam o pódio os Estados Unidos, com 475,2 mil viajantes, uma queda de 7%, e o Chile, com 342,1 mil pessoas, uma alta de 5,2%.

Marx Beltrão, ministro do Turismo, afirmou em nota que o Brasil precisa adotar estratégias audaciosas para ampliar o recebimento de turistas de outros países. “Temos defendido o reforço na promoção internacional, a modernização da Embratur e a abertura do país para o mercado global como forma de impulsionar o turismo internacional no nosso país”, comentou.

Desde fevereiro, turistas da Austrália, Japão, Canadá e Estados Unidos podem entrar no país com visto eletrônico. Segundo o MTur, houve um salto de 76% nos pedidos de autorizações de entrada no Brasil no mês.

Entre os árabes, o Brasil tem acordo de isenção de visto com os Emirados Árabes Unidos já ratificado aprovado pelo Senado brasileiro, mas que ainda depende de trâmites internos no país do Golfo para entrar em vigor. Tunisianos e marroquinos não precisam de visto para entrar no País.

Marcos Moraes/Brazil Photo Press/AFP

Publicações relacionadas