Câmara Árabe tem inscrições abertas para Feira de Argel

Empresas brasileiras podem se inscrever até 05 de junho para expor em mostra multissetorial argelina de 18 a 23 de junho. Espaço é iniciativa da Câmara Árabe em parceria com embaixada do Brasil no país.

Isaura Daniel
isaura.daniel@anba.com.br

São Paulo – Empresas brasileiras interessadas em participar como expositoras da 52ª Feira Internacional de Argel, que vai ocorrer de 18 a 23 de junho na capital argelina, podem se inscrever na Câmara de Comércio Árabe Brasileira. A mostra é multissetorial e a participação brasileira é uma iniciativa da Câmara Árabe em parceria com a embaixada do Brasil em Argel. As vagas são limitadas.

O espaço comportará seis empresas expositoras, preferencialmente de máquinas e equipamentos, cosméticos e agronegócio. Esses foram os segmentos que a Câmara Árabe elencou como de maior potencial para exportações ao país, mas não é impeditivo que outras áreas participem. As inscrições estão abertas até 05 de junho. É preciso ser associado da Câmara Árabe para expor. É possível se associar para participar.

A participação na feira é uma continuidade da missão empresarial realizada no ano passado pela Câmara Árabe ao mercado argelino. A entidade levou 12 associadas à Argélia, em uma missão empresarial que teve rodadas e reuniões de negócios, visitas técnicas, fórum e outros espaços para contato com importadores argelinos. A última participação da entidade na mostra de Argel foi em 2012.

“A última participação da Câmara Árabe na Feira de Argel foi há sete anos e a Argélia é um país muito importante para nós, é nosso quarto parceiro comercial. Precisamos iniciar uma relação muito mais próxima com a Argélia do que a dos últimos anos”, afirma o secretário-geral da Câmara Árabe, Tamer Mansour. A Argélia é o quarto país árabe que mais compra do Brasil.

A ida para a feira e a missão de 2018 significam uma retomada do mercado argelino, após alguns anos sem ações voltadas especificamente ao país. A participação na mostra ocorre em um momento propício, em que o governo acaba de retirar mais de cem produtos, entre elas a carne bovina, de uma lista de salvaguardas, pela qual esses produtos tinham tarifa de importação adicional, entre 30% e 200%.

A Argélia tem restringido as importações nos últimos anos como forma de equilibrar sua balança de pagamentos e incentivar a indústria nacional. De acordo com Mansour, isso ocorre principalmente com produtos de maior valor agregado e o objetivo da Câmara Árabe, ao estar na Argélia, é também discutir essas questões com órgãos locais.

O país  está passando por transformações políticas, o que deve ter reflexos na economia. “A economia do país está se transformando, é uma nova fase e é importante estarmos presente e nos recolocarmos”, afirmou à ANBA a gerente de Relações Institucionais da Câmara Árabe, Fernanda Baltazar.

Nos últimos anos, apesar das restrições tarifárias a alguns produtos, o Brasil fez exportações significativas para a Argélia. As vendas somaram US$ 1 bilhão no ano passado e mais da metade foi em açúcar e produtos de confeitaria. Também ocorreram exportações importantes de cereais, carnes, óleos, sementes e frutos, minérios e máquinas. Houve queda de 15% sobre as vendas de 2017, pois estava em vigor a suspensão provisória das importações de uma série de produtos.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) projeta crescimento de 2,3% para o Produto Interno Bruto (PIB) do país em 2019 e inflação de 5,6%. Relatório regional divulgado pelo organismo no final de abril afirma que o avanço da economia argelina deve ficar um pouco acima dos demais exportadores de petróleo e gás da região, em função de uma recuperação projetada para a produção no segmento. O FMI destaca, porém, a incerteza no médio prazo em função dos acontecimentos políticos recentes.

A Câmara Árabe estará representada na feira por seu presidente, Rubens Hannun, pela coordenadora de eventos, Tâmara Machado, além de Mansour e Fernanda. Os representantes da entidade terão agenda com câmaras de comércio, entidades setoriais e órgãos do governo. Além de entender melhor as questões tarifárias e discutir com as autoridades argelinas formas de facilitar o comércio com o Brasil, a Câmara Árabe pretende convidar os empresários argelinos para participar de feiras no Brasil.

A Feira de Argel ocorrerá no Palácio de Exposições de Argel. A edição anterior da mostra (foto) teve 26 países participantes, mais de 400 expositores e mais de quatro mil profissionais reunidos.

Serviço:

52ª Feira Internacional de Argel
De 18 a 23 de junho de 2019
Palácio de Exposições
Pins Maritimes – Argel – Argélia
Mais informações aqui

Inscrições para empresas brasileiras
Câmara Árabe – comercial@ccab.org.br ou (11) 3145 3200

Billal Bensalem/NurPhoto/AFP

Publicações relacionadas