Emirados e Brasil firmam acordo para fomentar turismo

Convênio foi assinado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros do país árabe, Abdullah Bin Zayed Al Nahyan, e pelo ministro brasileiro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – O Brasil e os Emirados Árabes Unidos assinaram nesta sexta-feira (15) um acordo de cooperação na área de turismo. O documento foi firmado no Itamaraty, em Brasília, pelo ministro das Relações Exteriores dos Emirados, Abdullah Bin Zayed Al Nahyan (esq. na foto), e pelo ministro brasileiro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (dir. na foto).

Segundo o Ministério do Turismo, o convênio prevê a facilitação de formalidades e procedimentos alfandegários para fortalecer o turismo bilateral e incentivar investimentos recíprocos na área. O instrumento contempla também o intercâmbio de informações sobre o setor e de materiais promocionais. De acordo com a pasta, o texto vinha sendo negociado desde o ano passado.

“Nossa meta é estreitar laços e intensificar o fluxo turístico entre os dois países”, disse Antônio, segundo comunicado do ministério do Turismo. “Os Emirados Árabes têm um potencial enorme como emissor de turistas e como ‘hub’ de turismo, tanto receptivo como emissor”, acrescentou o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, em declaração à imprensa após reunião com seu colega árabe.

Investimentos

Araújo (dir.): ‘Queremos atrair muito mais investimentos dos Emirados Árabes’

Conforme a ANBA noticiou nesta quinta-feira (14), os dois países assinaram também um Acordo de Cooperação e Facilitação de Investimentos (ACFI), com o objetivo de fomentar os investimentos bilaterais. O tratado vinha sendo negociado já há algum tempo e vem se somar a uma convenção para eliminar a dupla tributação de imposto de renda, firmada em 2019, e um acordo de isenção de vistos para turistas, que está em vigor.

“O Brasil já tem investimentos importantes nos Emirados Árabes – na área de alimentação, por exemplo – e os Emirados Árabes têm importantes investimentos no Brasil, nas áreas de infraestrutura, financeira e hotelaria, e tenho certeza que estamos no começo de uma relação muito mais intensa nesta área”, afirmou Araújo.

“Queremos atrair muito mais investimentos dos Emirados Árabes ao Brasil, onde a potencialidade é imensa, por causa, sobretudo, do potencial dos fundos de investimentos dos Emirados Árabes”, destacou Araújo. Segundo ele, esta é a sexta visita de seu colega dos Emirados ao Brasil, uma “evidência da importância mutuamente atribuída a relação bilateral”.

Diálogo

O chanceler brasileiro acrescentou que foi firmado um acordo na área de cooperação jurídica. Ele ainda discutiu com o ministro dos Emirados o cenário político do Oriente Médio e da América do Sul. “O Brasil está pronto para apoiar esforços em favor da paz e em favor da estabilidade naquela região (Oriente Médio)”, ressaltou Araújo. “Eu sou um grande entusiasta desta parceria com os Emirados Árabes”, concluiu.

Roberto Castro/MTur
Arthur Max/MRE

Publicações relacionadas