Empresa egípcia exporta frutas cítricas ao Brasil

A Wadi El Zaytoon já exportava azeitonas ao mercado brasileiro e em janeiro os primeiros contêineres de laranjas, limões e tangerinas foram desembarcados. A expectativa é de exportarem 100 contêineres até junho.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – A empresa egípcia Wadi El Zaytoon foi uma das primeiras do país árabe a exportar citros ao Brasil. Os dois primeiros contêineres de laranjas, limões e tangerinas foram embarcados no final de dezembro e chegaram pelo Porto de Santos em janeiro. Outros três contêineres chegaram neste domingo (21) e mais cinco contêineres devem chegar até o dia 15 de março, segundo a gerente comercial da empresa, Somaya Elarab, em entrevista à ANBA. O CEO da companhia, Ahmed Mohamed Abdelkader, acompanhou a entrevista feita pela plataforma Zoom.

Na foto acima, Elarab e Abdelkasser com importadora brasileira.

Somaya e Ahmed em entrevista virtual à ANBA

Elarab afirmou que a Wadi El Zaytoon espera exportar 100 contêineres das frutas até o fim da temporada, em junho. A companhia é produtora e exportadora de azeitona, laranja, limão, tangerina, tâmara, cebola, alho, uva, entre outros produtos. Eles exportam azeitonas ao Brasil desde 2017, e seguem embarcando cerca de seis contêineres por mês.

A empresa se associou recentemente à Câmara de Comércio Árabe Brasileira. “Queremos visitar o Brasil ainda neste semestre, em maio ou junho, e estamos com a ideia de abrir um escritório no Brasil, talvez em São Paulo, estamos estudando, porque queremos aumentar nossas exportações ao Brasil e introduzir novos produtos, como cebola e alho”, disse Elarab. Ela contou que tem importadores em Salvador e no Rio de Janeiro.

Os maiores mercados da laranja egípcia de Wadi El Zaytoon atualmente são Bangladesh e Índia. Elarab espera que o Brasil seja um dos maiores mercados para a laranja, mas contou que o País aceita apenas as laranjas de tamanho grande, e isso pode ser um impeditivo. “Nós colhemos as laranjas e elas têm três tamanhos diferentes, nós separamos entre pequenas, médias e grandes e não temos como controlar os tamanhos”, explicou. Os tipos de laranja que o Brasil está importando são Navel, Lane Late Navel e Valencia.

Laranjas produzidas pela empresa egípcia

Leia também:

A Wadi El Zaytoon fica em Sadat City, na província de Monufia, cerca de 95 quilômetros a noroeste do Cairo, na região Nordeste do país árabe. A companhia se estabeleceu em 2004. Ano passado, um grupo de importadores brasileiros visitou a plantação de laranjas.

Para mais informações e contato, acesse o site da companhia.

 

Divulgação
Reprodução/Zoom
Divulgação

Publicações relacionadas