Feira de energia e água em Dubai tem pavilhão brasileiro

Quatro empresas brasileiras expõem na Wetex 2018 em estande organizado pela Câmara Árabe. Mostra começou nesta terça-feira e vai até quinta.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – O pavilhão brasileiro na feira Wetex 2018 (Exposição de Água, Energia, Tecnologia e Meio Ambiente), em Dubai, conta com quatro empresas brasileiras, a água Ama, da Ambev, a estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE), a Hytron, de energia e gases, e a Kanaflex, de tubos e materiais plásticos. Esta é a primeira vez que o evento nos Emirados Árabes Unidos recebe um pavilhão do País, organizado pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira. O evento organizado pela Autoridade de Água e Energia de Dubai (Dewa, na sigla em inglês), teve início nesta terça-feira (23) e vai até quinta (25) no Dubai International Convention and Exhibition Centre.

Douglas Campos (esq.) e Rafael Solimeo

Segundo Rafael Solimeo, executivo de negócios internacionais da Câmara Árabe, a participação na feira é importante para diversificar os negócios entre brasileiros e árabes, e atrair investimentos da região para empresas e startups do setor de energia.

“A feira é organizada pelo governo de Dubai, é bem profissional e está com um ótimo movimento. Acreditamos que o Brasil consegue fazer a diferença nesse setor, já que nós temos a tecnologia para energias renováveis e os árabes têm a capacidade de investimento nessas tecnologias”, disse Solimeo.

O gerente de exportações da Kanaflex, Douglas Campos, disse à ANBA que no primeiro dia da feira já pôde fazer contatos promissores e que deve fechar negócios em breve. Esta é a primeira vez que a empresa especializada em tubulação de polietileno e mangueiras industriais de PVC participa da feira. “Já participamos da feira Big 5 em 2009, mas ainda não exportamos para nenhum país árabe, e esperamos começar a atender essa região a partir deste evento”, afirmou. A Big 5 é uma exposição da indústria da construção que ocorre anualmente em Dubai.

Segundo ele, o foco das vendas é nos tubos de polietileno, fabricados considerando normas nacionais e internacionais. “Fabricamos tubos para proteção de rede subterrânea, protegendo cabos de telefonia, fibra ótica, cabos elétricos, gás combustível e água pressurizada”, explicou.

Pavilhão brasileiro foi organizado pela Câmara Árabe

A Empresa de Pesquisa Energética, presente na Wetex, é uma estatal vinculada ao Ministério de Minas e Energia (MME) que atua na área de pesquisa em energia elétrica, petróleo e gás natural, seus derivados e biocombustíveis. Ela foi criada com o objetivo de resgatar a responsabilidade do governo em assegurar as bases para o desenvolvimento sustentável da infraestrutura energética do país.

A água mineral natural Ama, da Ambev, que também está no pavilhão da feira, tem 100% dos lucros das vendas revertidos para projetos de acesso à água potável no semiárido brasileiro. Já a Hytron é especialista em energia e gases industriais e oferece soluções tecnológicas para o setor.

Wetex

A Wetex está completando 18 anos. O evento conta com uma área de 70 mil metros quadrados e 50 países participantes, entre eles Alemanha, Canadá, China, Dinamarca, Índia, Japão, Holanda, Rússia, Suíça e Turquia, abrangendo 40 setores, incluindo água, energias renováveis, tecnologia, inovação, engenharia e consultoria. São esperados 35 mil visitantes de 80 países. Paralelamente acontecem outros onze eventos entre rodadas de negócios, workshops, seminários e visitas técnicas.

Rafael Solimeo/CCAB
Divulgação
Rafael Solimeo/CCAB

Publicações relacionadas