Grupo Jumeirah quer brasileiros entre os Top 15 em Dubai

Os turistas do Brasil ocupam atualmente a 20ª posição em número de hóspedes da rede hoteleira do emirado. Empresa quer elevar a participação até a Expo 2020.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – O grupo Jumeirah, rede de hotéis com sede em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, pretende que o número de hóspedes brasileiros suba da 20ª para a 15ª posição no ranking de países até a Expo 2020, exposição universal que vai ocorrer de outubro de 2020 a abril de 2021 no emirado.

A declaração foi feita pela diretora de vendas voltadas a grupos da rede de hotéis, Vivian Trida, durante evento para divulgar Dubai como destino para grupos de incentivo, conferências e lazer. O encontro com profissionais de turismo ocorreu no hotel Renaissance, em São Paulo, nesta quinta-feira (04).

O hotel Burj Al Arab, um dos mais luxuosos e caros do mundo – e cartão postal do emirado – pertence ao grupo Jumeirah, que se concentra no mercado de luxo, com hotéis de 05 estrelas. Outros hotéis da rede em Dubai são o Jumeirah Beach Hotel, resort na praia, e o Jumeirah Emirates Towers, no centro empresarial.

Além de Trida, se apresentaram a gerente de vendas para grupos da rede Jumeirah, Tatiana Issa, a gerente de vendas da companhia aérea Emirates, Karin Manheim Lima, e a gerente de vendas da agência de turismo Knight Tours, com sede em Dubai, Claudia Leite.

“Com as ações que estamos fazendo com a Emirates e a Knight Tours em Belo Horizonte, no Rio de Janeiro e em São Paulo, nosso objetivo é colocar o Brasil nos Top 15 dos hotéis Jumeirah até a Expo 2020. No momento estamos nos Top 20”, disse Trida à ANBA.

Da esq. p/ dir. Trida, Leite, Issa e Lima

Os cinco países que mais enviam turistas aos hotéis Jumeirah de Dubai são China, Índia, Estados Unidos, Alemanha e Reino Unido. No emirado de Dubai, os brasileiros estão na 25ª posição em número de turistas.

O grupo Jumeirah foi fundado há cerca de 20 anos e conta hoje com 27 hotéis em diversos países, sendo nove em Dubai, quatro em Abu Dhabi, um no Bahrein, um no Kuwait, três na China, três em Londres, um em Frankfurt, entre outros, e vem expandindo pela Ásia, majoritariamente. O conglomerado Dubai Holding é proprietário do grupo Jumeirah.

Em sua apresentação, Leite deu opções de passeios para grupos de incentivo, viagens corporativas, famílias, grupos de turistas e até grupos só de mulheres, e mostrou que Dubai sempre tem algo novo a oferecer, com atrações que devem ficar prontas para a Expo 2020, como a Dubai Creek Tower, que será a torre mais alta do mundo, com 1 km de altura, superando o Burj Khalifa; a Ain Dubai (Olho de Dubai), uma roda gigante com 210 metros de altura, na ilha Bluewaters, e o Museu do Futuro, no centro empresarial do emirado. A gerente enfatizou que Dubai vem se tornando um bom destino turístico para levar as crianças, com diversas atrações como parques de diversões e parques aquáticos.

A Knight Tours é uma agência de turismo de médio porte, com mais de vinte anos de atuação no emirado, com proprietário local. Claudia Leite é carioca e vive em Dubai há 12 anos.

Estima-se que ocorram 25 milhões de visitas nos pavilhões da Expo 2020. O Brasil terá um pavilhão, com uma experiência sensorial em uma representação da floresta amazônica. A Emirates oferece voos diários para Dubai saindo de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Bruna Garcia/ANBA
Bruna Garcia/ANBA

Publicações relacionadas