Países árabes começam a reabrir turismo e comércio

Buscando retomar o principal setor de sua economia, o Egito vai permitir que alguns hotéis voltem a operar, sob novas regras de higiene. Nos Emirados, além de restaurantes, os shoppings também reabriram com capacidade limitada. A Argélia anunciou a retomada da importação de carros.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – Com a diminuição de casos da covid-19, alguns países árabes começam a retomar setores importantes de suas economias. É o caso do Egito, que vem orientando hotéis a adotarem medidas preventivas contra o coronavírus para permitir a retomada destes negócios. O governo informou que no dia 15 de maio os hotéis que forem aprovados poderão receber hóspedes egípcios e utilizar 25% de sua capacidade.

Segundo nota divulgada no site do governo egípcio, o ministro do Turismo e Antiguidades, Khaled El Anani, disse que a retomada do trabalho nos hotéis está ligada à baixa taxa de infecções por covid-19 e aos compromissos dos hotéis em tomar medidas preventivas. Segundo Anani, dos 173 hotéis que solicitaram a retomada das operações, 10 deles foram autorizados a trabalhar após serem aprovados em testes técnicos. O ministro disse que novas medidas serão tomadas para reabrir restaurantes e carregar a bagagem dos convidados, por exemplo.

O ministro do Turismo e Antiguidades e o governador do Sinai do Sul, inspecionam vários hotéis na cidade de Sharm El Sheikh para analisar a aplicação de medidas preventivas.

Entre as precauções tomadas que os hotéis terão que tomar estão a desinfecção de malas e a medição da temperatura dos hóspedes, além de higienizar seus ambientes.

Os Emirados Árabes Unidos anunciaram estratégia para reabrir a economia em duas fases, apoiada por planos de estímulo de US$ 79 bilhões.

Ainda no final de abril, alguns restaurantes em Dubai puderam reabrir após quase um mês de fechamento como parte de medidas para conter a propagação da covid-19. O site Arabian Business reportou que três dos empreendimentos do Jumeirah Group reabriram entre os dias 24 e 25 de abril: o Kayto, Rockfish e Shimmers – em Jumeirah Al Naseem e Mina A ‘Salaam.

Os shoppings do emirado (foto no topo), como o Dubai Outlet Mall também reabriram no final do mês de abril, cumprindo normas de esterilização e desinfecção. Segundo o Arabian Business, os pontos de venda do local reabriram com uma capacidade de 30%, e cumprindo medidas de distanciamento social.

Já na Argélia, o governo informou que a importação de carros novos será retomada sem limite de cota. Segundo a Algérie Presse Service (APS), agência de notícias oficial do país, o ministro das Finanças, Abderrahmane Raouia, disse nesta terça-feira (19) que as importações de carros novos, de acordo com o projeto de lei complementar de finanças 2020, serão retomadas sem limite de cota para os revendedores. A Argélia permitiu a reabertura de vários tipos de varejo.

A Arábia Saudita também permitiu a reabertura de lojas de atacado e varejo, além de shopping centers, segundo informações da agência de notícias do governo, a SPA. A medida vale desde o dia 29 de abril e terminaria em 13 de maio, mas foi prorrogada. Além disso, o governo suspendeu o toque de recolher parcial em todas as regiões do Reino, exceto em Meca e alguns distritos que haviam sido isolados anteriormente.

Karim SAHIB / AFP
Divulgação

Publicações relacionadas