Tereza Cristina é recebida na Liga Árabe

Ministra da Agricultura do Brasil conversou com secretário-geral do organismo sobre continuidade e reforço das relações do Brasil com os países árabes.

Isaura Daniel
isaura.daniel@anba.com.br

Cairo – O secretário-geral da Liga Árabe, Ahmed Aboul Gheit, recebeu neste domingo (15), no Cairo, a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, Tereza Cristina, e um dos assuntos discutidos foi a relação do Brasil com os países árabes. “Sempre gostei da posição brasileira apoiando as questões árabes”, disse Gheit para a ministra. O encontro com o secretário-geral fez parte da agenda da visita de Tereza Cristina ao Egito, com delegação empresarial.

O tom da conversa foi muito amistoso e a ministra falou sobre sua disposição para seguir e intensificar o relacionamento do Brasil com os países árabes. “Nossas relações vão se intensificar”, disse Tereza Cristina a Gheit, lembrando que o presidente Jair Bolsonaro também fará uma viagem a países árabes em outubro. Ele deve passar por Emirados Árabes Unidos, Arábia Saudita e Catar.

Hannun (C) convidou Gheit (esq.) para fórum no Brasil

A ministra recebeu o secretário-geral das União das Câmaras Árabes, Khaled Hanafy, neste ano, em Brasília. A União Geral é o braço para o comércio da Liga Árabe e Hanafy acompanhou o encontro de Gheit e Tereza Cristina. “Ele pôde sentir toda a boa vontade e respeito que temos aos países árabes”, disse a ministra, sobre a reunião com Hanafy.

O deputado Alceu Moreira (MDB), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, também esteve no encontro. “Nossa manifestação, do parlamento brasileiro, é do mais profundo respeito pelos países árabes”, disse o deputado. Participaram ainda da visita à  Liga, pelo Brasil, o presidente da Câmara Árabe, Rubens Hannun, o embaixador do Brasil no Cairo, Ruy Amaral, e o secretário de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Orlando Leite Ribeiro.

Ao final do encontro, a ministra entregou uma camisa da Seleção Brasileira para Gheit. Ele também foi convidado, por Hannun, para participar do Fórum Econômico Brasil-Países Árabes, que ocorrerá em 14 de abril de 2020, em São Paulo, promovido pelo Câmara Árabe. Na última edição do fórum, em 2018, o Egito enviou uma grande delegação para o encontro. A reunião também foi acompanhada por outras pessoas pela Liga Árabe, entre elas o secretário-geral assistente do organismo, Hossam Zaki, que já foi embaixador do Egito no Brasil.

A ministra foi recebida neste domingo ainda pelo ministro da Agricultura do Egito, Ezz el-Din Abu Steit, e anunciou a ele a abertura do mercado brasileiro de alho, uvas e laranja para o Egito. O país árabe vende principalmente produtos manufaturados ao Brasil e quer aumentar a exportação também de itens agrícolas, como os que tiveram o mercado aberto.

Divulgação
Isaura Daniel/ANBA

Publicações relacionadas