UE descredencia 20 frigoríficos brasileiros

Ao todo, nove empresas serão afetadas pela decisão. Doze unidades são da BRF. Ministro Blairo Maggi promete recorrer da medida na OMC.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – A União Europeia anunciou nesta quinta-feira (18) o descredenciamento de vinte frigoríficos brasileiros autorizados a vender carne de frango e outros produtos para o bloco formado por 28 países. Ao todo, unidades de nove empresas serão afetadas – sendo que doze frigoríficos são da BRF.

A medida foi tomada depois da detecção de deficiências no sistema de controle do Brasil sobre esses frigoríficos. A restrição será aplicada 15 dias depois da publicação no Diário Oficial da UE, o que ainda não ocorreu.

Ao tomar conhecimento da decisão, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, reafirmou que o governo federal vai abrir painel na Organização Mundial do Comércio (OMC) para recorrer da medida. “Essa proteção por parte da saúde animal pode até ser interrogada, mas uma proteção de mercado não vamos aceitar”, escreveu Maggi em seu perfil no Twitter.

De acordo com o ministro, os frigoríficos vetados pela UE representam entre 30% e 35% das exportações brasileiras para o bloco. “É um impacto muito grande, mas não é o fim do mundo. Teremos que buscar mercados para substituir rapidamente essas exportações”, afirmou o titular do Mapa na rede social.

*Com informações da Agência Brasil

Divulgação/Sindiavipar

Publicações relacionadas