Animação saudita de comédia é lançada na Netflix

‘Masameer – O Filme’ é uma comédia que conta a história de Dana, uma jovem engenheira e programadora que vive em Riad e quer mudar o mundo fazendo o bem por meio da robótica.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – Uma animação saudita foi recentemente lançada pela Netflix. “Masameer – O Filme” é uma comédia que conta a história de Dana, uma jovem engenheira e programadora que vive em Riad, capital da Arábia Saudita. Apaixonada por robôs e inteligência artificial, e com um recente problema em seu trabalho (sem spoilers), ela embarca em uma jornada para fazer o bem no mundo por meio da robótica.

Enquanto isso, três amigos, Saad, Saltooh e Kalb – um deles, um cachorro humanoide -, se veem no fundo do poço quando são despejados e tentam provar a eles mesmos e à sociedade seu valor se tornando super-heróis que combatem o crime.

As quatro personagens se encontram em uma convenção de heróis e, depois de serem rejeitados no teste para entrar na Sociedade de Heróis, decidem formar seu próprio grupo, o “Gorooms Extraordinários”.

Questões femininas aparecem. A personagem principal, Dana, é mulher, jovem, engenheira robótica e dirige. Em uma cena, durante a convenção, surge uma super-herói “feminista”, que tem como poder “não admitir falar com homens”, a não ser com o “super-herói das tarefas domésticas”, que é seu amigo. Um dos três amigos que se juntam a Dana fala que “não conversa com garotas”, e depois dela ter a ideia de criarem seu próprio grupo de heróis, ele rouba a ideia e a repete como se fosse dele.

A animação em si é bem produzida, a fotografia é em 3D e os personagens em estilo cartoon, o que aparenta sofisticação.

O longa-metragem de 110 minutos é baseado em um famoso desenho animado do Oriente Médio, criado por Faisal Al-Amer e Malik Nejerem – que dirige o longa – em minissérie disponível no Youtube. O filme foi lançado em janeiro nos cinemas da região e fez sua estreia na plataforma de streaming em 19 de março.

O filme é uma produção da Myrkott. No Brasil, a animação tem áudio original em árabe e legendas disponíveis em português, inglês, francês, italiano e alemão.

Esta não foi a primeira produção saudita a estrear na plataforma de streaming. Em fevereiro, a Netflix lançou uma minissérie chamada “Janelas no Deserto” (Six Windows in the Desert), com seis episódios em curta-metragem. São dramas de diretores sauditas que retratam as nuances da cultura árabe.

Para quem gosta de cultura árabe estas dicas podem ser um bom passatempo durante a quarentena. Fiquem em casa!

Assista ao trailer:

 

 

Divulgação

Publicações relacionadas