Após suspensão, exportadores de frango do Brasil vão a Riad

A missão brasileira partiu no último domingo (10), com a participação do diretor-executivo da ABPA, Ricardo Santin. Câmara Árabe também tem reuniões na capital saudita.

Thais Sousa
tsousa@anba.com.br

São Paulo – Representantes da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) chegaram a Riad, capital da Arábia Saudita, para missão que busca aproximação. A comitiva inclui exportadores de carne de frango do Brasil e partiu no último domingo (10). Entre as reuniões já agendadas, a ABPA informou que está a visita à embaixada do Brasil em Riad e a empresas locais.

Em janeiro deste ano, o país árabe suspendeu as importações de carne de frango de cinco frigoríficos brasileiros. Estas unidades industriais representam 30% das exportações do produto do Brasil ao país árabe. Na prática, 30 unidades de fato exportavam. Após visitas a unidades produtoras brasileiras em outubro de 2018, a autoridade saudita avaliou que 25 delas estavam 100% de acordo com suas exigências. Já as outras cinco não atendiam completamente os critérios técnicos.

O presidente da ABPA, Francisco Turra, informou em nota que a missão desta semana busca fortalecer o canal de comunicação e aproximação entre os players sauditas e as empresas do setor produtivo brasileiro. “Queremos ampliar nossa proximidade com o mercado saudita. As relações entre a avicultura brasileira e o público consumidor da Arábia Saudita é antiga, data de 1976, ano em que foram realizados os primeiros embarques. Temos uma relação marcada pela transparência e perenidade, e são estes valores que queremos reafirmar”, ressaltou Turra. Entre os executivos que integram a missão, está o diretor-executivo da ABPA, Ricardo Santin.

Representantes da Câmara de Comércio Árabe Brasileira estarão no país árabe nos próximos dias e vão participar de algumas das atividades da ABPA. Eles terão reuniões na embaixada Brasileira em Riad, no Conselho das Câmaras Sauditas e, ainda, na Câmara de Comércio de Jeddah. Além destas, a Câmara Árabe busca agenda com a autoridade saudita que cuida das autorizações para exportação da carne de frango. Estarão no país o secretário-geral Tamer Mansour, a gerente de Relacionamento Institucional Fernanda Baltazar e o presidente da entidade, Rubens Hannun.

RODRIGO FONSECA / AFP

Publicações relacionadas