Arábia Saudita habilita oito frigoríficos brasileiros

Empresas vão poder exportar carne bovina ao país árabe. Anúncio foi feito pela ministra da Agrícultura, Tereza Cristina.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) informou nesta segunda-feira (11) que a autoridade sanitária da Arábia Saudita (SFDA, na sigla em inglês) habilitou oito novos frigoríficos brasileiros para exportar carne bovina ao país árabe.

De acordo com a pasta, foram habilitados os frigoríficos brasileiros Fortefrigo, de Paragominas, no Pará; Better Beef, de Rancharia, em São Paulo; Rio Grande Comércio de Carnes Ltda., de Imperatriz, no Maranhão; Plena Alimentos, de Pará de Minas, em Minas Gerais; Indústria e Comércio de Alimentos Supremo, de Ibirité, em Minas; Frigol, de São Félix do Xingu, no Pará; Maxi Beef Alimentos do Brasil, de Carlos Chagas, Minas; e Distriboi – Indústria, Comércio e Transporte de Carne Bovina, de Ji-Paraná, em Rondônia.

Segundo nota do Mapa, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse que as habilitações são resultado da visita do presidente Jair Bolsonaro à Arábia Saudita no final de outubro e da viagem dela própria ao país árabe em setembro.

“Isso faz parte de toda a abertura que o Ministério da Agricultura vem fazendo juntamente com o governo federal”, afirmou Cristina, de acordo com o Mapa. “Essa é uma ótima notícia para começar bem a semana”, acrescentou.

As exportações de carne bovina do Brasil à Arábia Saudita somaram US$ 112 milhões de janeiro a outubro, um recuo de 12,7% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados da Câmara de Comércio Árabe Brasileira.

A ministra gravou um comentário em vídeo sobre o tema, que foi postado em sua conta no Twitter. Assista abaixo:

Divulgação

Publicações relacionadas