Arábia Saudita prevê gastos de US$ 272 bilhões em 2020

Orçamento do país foi anunciado nesta segunda-feira com estimativa de receitas de US$ 222 bilhões e déficit de US$ 50 bilhões.

Da Redação
anba@anba.com.br

Riad – O Orçamento da Arábia Saudita para 2020 prevê 1,02 trilhão de riais sauditas em despesas, o equivalente a US$ 272 bilhões, segundo informações publicadas nesta segunda-feira pelo jornal Arab News. As receitas foram estimadas em 833 bilhões de riais (US$ 222 bilhões) e é esperado um déficit de 187 bilhões de riais (US$ 50 bilhões).

O anúncio foi feito pelo rei Salman Bin Abdulaziz durante uma reunião do gabinete, em Riad (foto). O ministro das Finanças, Mohammed Al-Jadaan, disse que os gastos previstos para 2020 são menores do que os realizados em 2019 e que o governo se manterá centrado no desenvolvimento do setor privado do país.

“Fortalecer o setor privado é a principal prioridade do [programa] Visão 2030”, afirmou o ministro, segundo o Arab News, referindo-se ao plano plurianual de desenvolvimento do país. O anúncio do Orçamento ocorre poucos dias da abertura de capital da petrolífera Saudi Aramco, na maior oferta pública inicial de ações (IPO) da história.

Um dos objetivos do plano é reduzir a dependência da Arábia Saudita no petróleo, diversificando sua economia. A publicação lembra, porém, que a commodity segue como principal fonte de recursos e, portanto, definidora do volume de despesas não só da Arábia Saudita, mas dos demais países árabes do Golfo.

Na semana passada, o grupo chamado Opep+, que inclui os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e outros, como a Rússia, concordou em cortar a produção de petróleo para evitar excesso de oferta no mercado internacional e segurar os preços, frente ao aumento da produção de petróleo a partir de xisto nos Estados Unidos.

Fayez Nureldine/AFP

Publicações relacionadas