Brasil exporta 68% mais calçados aos Emirados

Embarques do produto avançaram significativamente em quantidade de janeiro a novembro deste ano.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – O Brasil aumentou em 68% as exportações de calçados aos Emirados Árabes Unidos de janeiro a novembro, segundo informações divulgadas pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados). As vendas passaram de 935,6 mil pares nos onze primeiros meses de 2018 para 1,5 milhão nos mesmos meses de 2019.

Também houve aumento no faturamento obtido com as vendas aos Emirados Árabes Unidos. De janeiro a novembro de 2019, o Brasil teve receita de US$ 11,3 milhões com os embarques ao país do Oriente Médio contra US$ 9,2 milhões em igual período de 2018. O crescimento foi de 23%.

O avanço em volume foi maior do que o crescimento na receita já que neste ano a indústria brasileira vendeu aos Emirados Árabes Unidos calçados mais baratos do que em 2018. De janeiro a novembro do ano passado o preço médio do par embarcado foi de US$ 9,84, mas caiu para US$ 7,21 nos onze primeiros meses deste ano.

No geral, o Brasil embarcou 104,2 milhões de pares de calçados ao exterior de janeiro a novembro deste ano, o que gerou US$ 886,3 milhões. Houve crescimento de 3,8% no volume e de 0,9% na receita sobre iguais meses de 2018. No início do ano, a Abicalçados esperava um crescimento mais significativo nos embarques.

O presidente-executivo da Abicalçados, Haroldo Ferreira, ressaltou, em material divulgado pela entidade, que o resultado foi influência, sobretudo, da guerra comercial instalada entre Estados Unidos e China, com consequente desaquecimento da economia internacional, além da crise da Argentina.

O principal destino dos calçados brasileiros no exterior de janeiro a novembro foram Estados Unidos, com 10,8 milhões de pares importados e receita de US$ 181,6 milhões. O segundo maior comprador internacional foi a Argentina, que comprou 9,32 milhões de pares, com gasto de US$ 98,3 milhões.

Bruna Garcia/ANBA

Publicações relacionadas