Brasil reduz tarifa para importar bicicletas

Imposto de importação de bikes, que é de 35%, cairá gradativamente a partir de março até chegar a 20% em dezembro.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – O Brasil reduziu a tarifa de importação de bicicletas de 35% para 30% a partir de março, depois passando para 25% em julho e para 20% em dezembro. A medida foi publicada no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (18) e anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais na quarta-feira (17).

Com a decisão do Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), o imposto voltará ao patamar previsto na Tarifa Externa Comum do Mercosul (TEC), de 20%. O Brasil havia incluído as bicicletas na lista de exceções da TEC em 2011, quando elevou a tarifa para 35% para beneficiar a produção nacional.

O Brasil mantém produção importante na área no Polo Industrial de Manaus, mas a importação brasileira de bicicletas é bem superior às exportações da indústria nacional. O polo fabricou 56.981 unidades em janeiro, com crescimento de 44,6% em relação a dezembro e 1% no comparativo com o mesmo mês de 2020, segundo a  Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

 

Douglas Magno/AFP

Publicações relacionadas