Exportação de calçados voltou a avançar em novembro

Foram embarcados 10,54 milhões de pares, um aumento de 6,6% sobre o mesmo mês de 2017. Vendas externas estavam em queda desde maio.

Da Redação
anba@anba.com.br

São Paulo – As exportações brasileiras de calçados voltaram a subir pela primeira vez desde maio. Em novembro, foram embarcados 10,54 milhões de pares, um aumento de 6,6% sobre o mesmo mês do ano passado. A receita chegou a US$ 84,78 milhões, um crescimento de 1,6% na mesma comparação. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (06) pela Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados).

Segundo o presidente da Abicalçados, Heitor Klein, o desempenho reflete as vendas para países sul-americanos, com exceção da Argentina. “A Argentina passa por uma crise interna, com desvalorização brusca de sua moeda frente ao dólar, o que deixa as importações mais caras para o consumidor. Além disso, existe uma determinação do FMI (Fundo Monetário Internacional) para que o país preserve suas reservas internacionais, o que deve seguir diminuindo nossas vendas para lá nos próximos meses”, disse o executivo, de acordo com nota da entidade.

A Argentina é o segundo destino dos calçados brasileiros no exterior, atrás apenas dos Estados Unidos. A França é o terceiro mercado. Os Emirados Árabes Unidos aparecem na 19ª posição.

Os números de novembro, porém, não foram suficientes para reverter o quadro de queda nos embarques no acumulado do ano. De janeiro a novembro, foram exportados 100,38 milhões de pares, uma queda de 8,6% em relação ao mesmo período de 2017. As vendas renderam US$ 878,5 milhões, um recuo de 9,8% na mesma comparação.

Nelson Almeida/AFP

Publicações relacionadas