Food Africa tem primeiro dia com grande movimento

O estande da Câmara Árabe na feira no Cairo recebeu mais de setenta contatos no primeiro dia. Empresas Popcorn, de grãos, e Rauscher Commodities Traders participam.

Bruna Garcia Fonseca
bruna.garcia@anba.com.br

São Paulo – O primeiro dia da feira de alimentos Food Africa, no Cairo, Egito, rendeu mais de setenta contatos para o estande organizado pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira em parceria com a embaixada do Brasil no Cairo. Esta é a primeira vez que a entidade participa com um espaço no evento. A Food Africa começou nesta segunda-feira (09) e vai até quarta (11).

O pavilhão brasileiro conta com a participação de duas empresas associadas à Câmara Árabe, a Popcorn, de grãos, de Mato Grosso, que vende uma variedade de feijões, milho para pipoca e grão de bico e já exporta para países da Ásia, Europa, Oceania, África e América do Norte; e a Rauscher Commodities Traders, que levou para a feira café e pimenta do reino, seus produtos principais, mas que também atua na exportação de açúcar, arroz, chia, cardamomo, açafrão, baunilha, frango, carne e soja. Suas commodities têm origem no Brasil, Argentina, Espanha e Guatemala. A companhia exporta atualmente para 17 países, entre eles, os árabes Egito, Argélia, Sudão, Emirados Árabes Unidos e Arábia Saudita.

Equipe da Câmara Árabe e associados no pavilhão brasileiro na Food Africa

Apesar de acontecer na mesma época da Sial Middle East, que ocorre em Abu Dhabi, nos Emirados, o movimento da feira está excelente, disse a coordenadora de eventos da Câmara Árabe, Tâmara Machado, que está no Cairo. “A feira está lotada, só hoje fizemos mais de setenta contatos muito bons e também prospecção de associados. Tem muita gente interessada nos serviços da Câmara Árabe e em participar das feiras brasileiras Apas e Anufood”, contou.

Os representantes das duas empresas participantes do estande também estão supercontentes, segundo Machado. “Essa participação da Câmara Árabe na feira é muito importante, o Egito é um mercado extremamente importante para o Brasil e a procura pelo produto brasileiro é altíssima”, declarou a coordenadora.

O Egito é o terceiro maior importador árabe de produtos do Brasil, principalmente de alimentos, ficando atrás apenas da Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos. De janeiro a novembro deste ano, o Egito comprou US$ 1,73 bilhão em produtos do Brasil, se mantendo o país mais importante de todo o continente africano para as exportações brasileiras. No setor de alimentos e bebidas, a região do Norte da África comprou do Brasil US$ 2,8 bilhões no período, também puxada pelo Egito, com US$ 1,265 bilhão.

Serviço

Food Africa
De 09 a 11 de dezembro
Das 11 às 19 horas
38 Corniche al Nil – Alia Tower 15th floor – Maadi
Cairo, Egito
www.foodafrica-expo.com

 

 

Divulgação
Divulgação

Publicações relacionadas