Fotógrafa lança vaquinha online para livro sobre refúgio

Obras da exposição ‘Infância Refugiada’ podem se tornar livro. Autora abriu campanha de financiamento coletivo em site para arrecadar valor da publicação..

Thais Sousa
tsousa@anba.com.br

São Paulo – A exposição “Infância Refugiada”, que já esteve em cartaz em São Paulo, no Museu da Imigração, agora pode ser publicada em forma de livro. É o desejo da fotógrafa cearense Karine Garcêz, autora da obra que busca apoio através de vaquinha online. A campanha vai até o dia 22 de fevereiro e está sendo realizada no site Catarse, e propõem a publicação do livro fotográfico com textos em inglês e português.

Garcêz percorreu, desde 2012, países do Oriente Médio como a Palestina. Entre os locais que visitou, entre 2014 e 2015, estiveram Gaza, Beirute, no Líbano, Gaziantep, na Turquia, e Yarmouk, na Síria. A fotógrafa acompanhou a vida em campos de refugiados e seus registros refletem a vida daquelas pessoas, sobretudo crianças e adolescentes. As obras foram feitas quando ela estava acompanhando uma missão da ONG holandesa Al Wafaa Campaign.

Garcêz quer levar esses recortes da realidade a ainda mais pessoas. A fotógrafa se declara ligada à luta internacionalista por justiça social, e é estudante de Relações Internacionais. Daí surgiu a ideia de produzir o livro fotográfico em edição bilíngue (português/inglês).

Crianças retratadas pela fotógrafa na Síria

As imagens em preto e branco são recurso para acentuar a expressão estética. A publicação terá prefácio escrito pelo embaixador Celso Amorim, ex-ministro das Relações Exteriores e da Defesa do Brasil. Além das fotografias documentais, completam a obra um texto da autora, junto a desenhos feitos por crianças palestinas. Os desenhos foram presentes dos pequenos para a brasileira, que os publicará também em preto e branco, convidando o leitor a colorir.

A plataforma de financiamento coletivo funciona como uma espécie de compra antecipada do produto. A partir de R$55,00, o apoiador recebe como recompensa o livro autografado, dois marcadores de página personalizados, além de ter seu nome citado na lista de agradecimentos publicada no site do livro.

Com a iniciativa, a autora espera conseguir completar a verba para o lançamento impresso. Do valor arrecadado, 50% vai para impressão de 2 mil exemplares, o restante é para a taxa da plataforma de financiamento e despesas com envio das recompensas.

O lançamento do livro está previsto para ser entre março e abril de 2019, em Fortaleza (CE). A fotógrafa prepara eventos de lançamento também em São Paulo e João Pessoa (PB). Garcêz explica que o livro tem 70% dos custos pagos por meio do edital das artes, da secretaria de cultura do Governo do Estado do Ceará. O apoio cobre custos com diagramação, tradução e revisão, tratamento de imagens, finalização, layout, produção e 50% da impressão do livro.

Karine Garcêz
Karine Garcêz

Publicações relacionadas