Países árabes são destaque na importação de calçados

Brasil exportou para a região quase 40% mais pares de janeiro a novembro. Houve aumento nas vendas para os principais mercados do bloco.

Alexandre Rocha
alexandre.rocha@anba.com.br

São Paulo – As exportações de calçados do Brasil aos Emirados Árabes Unidos cresceram 68% em volumes de janeiro a novembro sobre o mesmo período do ano passado, conforme a ANBA noticiou na semana passada. Os Emirados são o principal destino dos sapatos brasileiro no mundo árabe, mas os embarques cresceram bastante para outros mercados da região também.

“O mundo árabe vem crescendo anualmente [como mercado]”, disse o presidente-executivo da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Haroldo Ferreira, à ANBA nesta segunda-feira (16).

Haroldo Ferreira: bons resultados no mundo árabe

Foram exportados 3,73 milhões de pares a países árabes de janeiro a novembro, um aumento de 39,6% em relação ao mesmo período de 2018. As vendas renderam US$ 28,4 milhões, um crescimento de 20,4% na mesma comparação.

“O crescimento para os países árabes superou o aumento das exportações totais do Brasil nos 11 meses do ano”, observou Ferreira. As vendas externas gerais do setor subiram 3,8% em volume e 0,9% em receita em relações ao período de janeiro a novembro do ano passado.

O presidente da Abicalçados acrescentou que as economias dos países da região são em geral estáveis e, em função disso, há aumento do consumo. “Temos um trabalho de alguns anos neste mercado e os resultados são muito bons”, afirmou.

Depois dos Emirados, os principais destinos dos calçados brasileiros no mundo árabe são a Arábia Saudita, Kuwait, Líbano, Líbia, Argélia e Egito. Todos eles importaram mais pares este ano do que em 2018.

Ferreira acredita que o mercado da região pode continuar a crescer em 2020, porém, não no mesmo ritmo de 2019, pois é difícil manter um nível tão alto de avanço todos os anos.

No caso específico dos Emirados, ele explicou que o país funciona como um polo de reexportação para outros destinos, por isso as vendas para lá são maiores. As exportações aos Emirados, por exemplo, são mais que duas vezes superiores aos embarques à Arábia Saudita, que é o segundo mercado da região.

Os Emirados são o 14º maior destino dos calçados brasileiros, e o Brasil ocupa a 9ª colocação entre os fornecedores de sapatos da nação árabe, segundo a Abicalçados.

Os Estados Unidos são os principais importadores de calçados do Brasil e este ano as vendas para lá avançaram 3,4%. As exportações brasileiras só não cresceram mais de forma geral porque a Argentina, o segundo maior destino, está em crise. “Houve uma perda de mais de 20% [nas exportações] para a Argentina, mesmo assim o país se manteve como 2º maior mercado”, concluiu o executivo.

Divulgação
Divulgação

Publicações relacionadas